Cidades

Basta! Cabe a cada um de nós pôr fim aos casos de feminicídio

É preciso combater a cultura de dominação masculina e parar de responsabilizar a mulher pela violência sofrida

Adriana Bernardes
postado em 08/08/2018 08:51
Ilustração de mão vermelha com o símbolo do feminino na palmaO feminicídio é um ato covarde que se perpetua graças à omissão anacrônica da sociedade com as violências diárias praticada por maridos, namorados e companheiros contras as mulheres. São agressões físicas, psicológicas e econômicas. Aquelas que não podem contar com a uma rede de proteção formada por familiares, amigos e vizinhos, quase sempre estão condenadas à morte independentemente da classe social. Mas, quanto mais pobre, mais vulnerável a vítima está.

Quando a mulher quebra o ciclo de violências e denuncia o agressor, ainda assim, continua prisioneira do medo e das incertezas sobre o futuro. O criminoso quase nunca fica preso. E as medidas protetivas decretadas pela Justiça são rotineiramente burladas. Elas, mais uma vez, ficam à mercê da sorte. Há casos, em que o Estado as retira de casa e as leva para abrigos, onde passam a viver no anonimato, uma ;subvida;. O agressor? Este continua levando a vida normalmente.

O feminicídio, crime inafiançável com pena de 12 a 30 anos de cadeia, não parece intimidar quem os pratica. Até porque é raro condenados cumprirem integralmente a pena. Cabe à sociedade, a cada um de nós, quebrar essa cultura de dominação masculina e parar de responsabilizar a mulher pela violência sofrida. Discuta, reflita, ensine, aprenda a respeitar a mulher. Basta!

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação