Publicidade

Correio Braziliense

Condenado homem que matou mulher na frente do pai e da irmã

Crime aconteceu após desentendimento da vítima com a companheira do réu. Ele foi condenado a 19 anos e seis meses de prisão


postado em 09/08/2018 19:05 / atualizado em 10/08/2018 23:09

(foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)
(foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)

 

O Tribunal do Júri do Recanto das Emas condenou a 19 anos e seis meses de prisão em regime fechado, nesta quarta-feira (8/8), Jorge Luiz de Assis Silva, acusado de matar Ananda Oliveira Rodrigues da Silva. No denúncia, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) afirmou que o crime foi cometido por motivo torpe e de forma que dificultou a defesa da vítima.

 

Segundo o MP, a vítima tinha brigado com a companheira do réu e foi surpreendida em casa por Jorge Luiz, que se aproveitou da amizade com Ananda para cometer o crime. A jovem de 18 anos foi morta na frente do pai e irmã, após vários disparos de uma arma de fogo.

 

“Ele permaneceu foragido por oito anos, até ser preso em Goiás. Em razão disso, e também pela extrema gravidade do crime, a Justiça decidiu que ele deve continuar preso preventivamente", afirmou o promotor de justiça Lucas Aguiar. O MP recorreu para pedir o aumento da pena.

 

 

Com informações do MPDFT


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade