Publicidade

Correio Braziliense

Debate com candidatos ao GDF: segurança é tema prioritário para leitores

Em uma enquete realizada pela internet, o assunto foi apontado como aquele sobre o qual os leitores do Correio mais querem ouvir propostas dos concorrentes ao Buriti


postado em 28/08/2018 12:17 / atualizado em 29/08/2018 11:43

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

Logo mais, às 17h, sete candidatos ao Governo do Distrito Federal vão apresentar e defender suas ideias no debate promovido pelo Correio e pela TV Brasília (com transmissão pelo canal e pelas redes sociais do jornal). Como tem acontecido ao longo da campanha eleitoral, a segurança pública deve ser um dos principais temas abordados no encontro.

Essa temática, aliás, foi apontada como aquela sobre a qual os leitores do Correio mais querem conhecer propostas dos candidatos. Em uma enquete realizada no Twitter, na manhã desta terça-feira (28/8), a segurança liderou a preferência dos internautas, com 32% dos votos. Em seguida, aparecem saúde e educação, empatadas com 25%, e, por último, emprego, com 18%.
 
 

Os quatro temas foram escolhidos para a enquete por terem sido apontados por uma pesquisa do Instituto Opinião Política, encomendada pelo Correio, como prioridades do eleitor brasiliense. Além dessas áreas, também foram apontadas na pesquisa o combate à corrupção, transporte público e mobilidade, luta contra as drogas, combate à pobreza, habitação, realização de obras de infraestrutura e ampliação de programas sociais, entre outros.

Principal alvo dos demais candidatos durante a campanha, o governador Rodrigo Rollemberg deve ser questionado pelos oponentes sobre o que fez para reduzir a criminalidade no DF. Ele tem se amparado em dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que mostram redução nos índices dos principais crimes. O número de homícidio, por exemplo, caiu 5,4% entre janeiro e julho deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Os roubos em comércio, por sua vez, caíram 33%, enquanto os roubos a pedestres tiveram redução de 7,6%.

Os demais postulantes ao Buriti costumam rebater esse argumento com a sensação de insegurança da população, incompatível com os dados da SSP. A cada dia, os brasilienses são surpreendidos com notícias de crimes que chocam, seja pela barbaridade, seja pela ousadia dos criminosos. Nessa segunda-feira (27/8), apenas para citar um exemplo, um jovem foi assaltado e agredido por quatro rapazes embaixo de um bloco na 405 Norte, com o dia ainda claro.

 
Onde assistir ao debate 

Você fica sabendo os feitos — e as promessas — de Rollemberg, bem como as propostas dos demais candidatos para a segurança e para vários outros temas no debate entre os candidatos a governador — promovido pelo Correio e pela TV Brasília — que acontece nesta terça-feira (28/8), às 17h.
 
O encontro será transmitido ao vivo pela TV Brasília (NET canais 18 e 518 [HD] e TV aberta canal 6.1), pela Rádio Planalto (AM 890 KHz e www.radioplanalto.com.br) e pelas redes sociais do Correio. No Facebook (facebook.com/correiobraziliense), no Twitter (@correio) e no YouTube (Correio Braziliense). Também pelas redes sociais será possível comentar o debate, usando a tag #DebateCorreio.
 
 
 
Os candidatos Alberto Fraga (DEM), Eliana Pedrosa (Pros), Fátima Sousa (PSol), Ibaneis (MDB), Miragaya (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD) foram convidados para o debate e confirmaram presença. O jornal vai promover o debate com todos os políticos filiados a partidos com pelo menos cinco representantes no Congresso Nacional. Essa é uma determinação da Lei nº 13.488/2017, sancionada em 6 de outubro do ano passado, e mais conhecida como a minirreforma eleitoral. A regra vale para a transmissão de debates por emissoras de rádio ou televisão.
 

Regras

O debate terá quatro blocos e será mediado pela editora-chefe da TV Brasília, Simone Souto. Na primeira etapa, jornalistas do Correio farão pergunta para cada um dos candidatos e escolherão outro concorrente para comentar a resposta. Cada participante terá dois minutos para a resposta.

A ordem para as respostas foi sorteada previamente em reunião com os assessores dos candidatos. No segundo e no terceiro blocos, candidato pergunta para candidato. Cada um terá direito a um minuto para fazer pergunta a qualquer dos oponentes. O escolhido terá dois minutos para a resposta. O direito de réplica e de tréplica será concedido com o tempo de um minuto para cada uma das situações.

Cada candidato poderá ser escolhido até duas vezes em cada bloco. A ordem para as perguntas foi escolhida em sorteio prévio. Se houver candidato que não foi escolhido para resposta, ele falará durante dois minutos, sem direito a réplica e a tréplica. No quarto bloco, os candidatos terão dois minutos para fazer as considerações finais. Cada um terá dois minutos e a ordem também foi definida em sorteio prévio. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade