Publicidade

Correio Braziliense

Dois homens são presos por descumprirem medidas protetivas na mesma noite

Ambos os crimes aconteceram em cerca de três horas, no Recanto das Emas e no Paranoá


postado em 28/08/2018 15:29 / atualizado em 28/08/2018 15:29

(foto: Editoria de arte/CB/D.A Press)
(foto: Editoria de arte/CB/D.A Press)
Dois homens foram presos na última segunda-feira (27/8) por cometerem crimes contra ex-companheiras. No Recanto das Emas e no Paranoá, ex-maridos descumpriram medidas protetivas e acabaram detidos, em ocorrências registradas na mesma noite. O primeiro caso ocorreu às 19h15, enquanto o segundo chamado foi atendido pela polícia horas depois, às 22h30.

No Recanto, uma mulher de 34 anos acusou seu antigo companheiro de descumprir a medida judicial de proteção, entrar na sua casa e roubar algumas de suas roupas. O suspeito, de 27, não estava mais no local quando a polícia chegou, mas os militares foram até a casa do acusado e o encontraram. Ele confirmou a invasão do domicílio e teve que devolver os pertences da mulher. 

Ambos foram para a 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), onde foi registrado boletim de ocorrência contra ele também por injúria, ameaça e violação de domicílio. Como os pertences foram devolvidos, a mulher não quis prestar queixa de roubo.

A fiança do homem foi fixada em  R$ 20 mil, "devido à periculosidade momentânea demonstrada pelo conduzido", como informou a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom). Mas ele não pagou o valor e foi encaminhado para a Carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE).

Já por volta das 22h30 outro caso semelhante foi registrado. Um homem de 46 anos acanou preso pela PM no Paranoá após invadir a casa da ex-mulher, de 47, que tinha medida protetiva contra ele. O ex-marido se recusou a sair da residência e ela foi até o Batalhão da Polícia Militar pedir ajuda. 

Quando os militares chegaram ao local, ele ainda estava lá. O homem foi levado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) e autuado em flagrante, também por injúria, ameaça e dano. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade