Publicidade

Correio Braziliense

Empresários e sociedade civil acompanham debate entre candidatos ao Buriti

Convidados ressaltam a importância do debate promovido pelo Correio para auxiliar a escolha pelos eleitores do novo governador do Distrito Federal


postado em 29/08/2018 06:00 / atualizado em 29/08/2018 11:22

Plateia contou com representantes da sociedade civil, assessores e autoridades públicas(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Plateia contou com representantes da sociedade civil, assessores e autoridades públicas (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

Representantes de setores da sociedade civil organizada do Distrito Federal, autoridades públicas, assessores de candidatos e políticos da capital se reuniram no auditório dos Diários Associados para acompanhar o debate dos postulantes ao Palácio do Buriti. Os presentes acompanharam as falas dos candidatos durante o programa promovido pelo Correio e pela TV Brasília. Muitos registraram respostas em blocos de anotação e celulares. Alguns fizeram selfies e fotos do telão projetado para assistir ao programa.

Entre os presentes no auditório estavam o vice-presidente executivo do Correio, Guilherme Augusto Machado; o presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), Jamal Jorge Bittar; e o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio), o ex-senador Adelmir Santana. A maioria ressaltou a importância do debate para promover a democracia e auxiliar os brasilienses a escolher um gestor para a capital federal.

Guilherme Augusto Machado destacou que os Diários Associados, por meio do Correio, da TV Brasília e dos portais, têm a função de mostrar aos eleitores da cidade as propostas dos candidatos ao comando do GDF. “Nossa função é promover um debate plural e democrático através da penetração de nossas mídias sociais”, reforçou. Superintendente da TV Brasília, Luís Eduardo Leão avaliou que o país passa por um momento agudo na política. “Com isso, os moradores puderam ver o tom do debate. Os candidatos até expuseram suas propostas em um tom mais acalorado, mas faz parte do momento”, avaliou.

"Nossa função é promover um debate plural e democrático através da penetração de nossas mídias sociais" Guilherme Augusto Machado (D), vice-presidente executivo do Correio, ao lado de Luís Eduardo Leão, superintendente da TV Brasília (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

Representante das indústrias, Jamal Jorge Bittar destacou que o debate entre candidatos foi acompanhado com atenção por empresários da cidade. “Ele traz esclarecimento sobre posições que, embora apresentadas de forma genérica, tratam do setor produtivo. É importante ouvir o que temos de propostas. Além disso, o encontro vem em um momento propício.  À medida que o dia da eleição se aproxima, com candidatos já definidos, o debate se torna mais ousado, específico”, afirmou.

Jamal também destacou a importância do Correio e da TV Brasília para o debate. “São veículos tradicionais que, por isso, trazem ainda mais valor e visibilidade para essa troca de ideias”, avaliou. Presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, por sua vez, destacou a rejeição do eleitor com a classe política. Segundo ele, em razão disso, a iniciativa é um momento esclarecedor para que a população possa se decidir. “É importante para que a sociedade tome a sua decisão de voto. Que a pessoa chegue ao Buriti com respaldo do eleitor. É importante a consciência para que a população tome a sua melhor decisão através do voto”, destacou.

Ver galeria . 15 Fotos Sete dos 11 candidatos ao Buriti participaram do debate promovido pelo Correio BrazilienseMinervino Junior/CB/DA Press
Sete dos 11 candidatos ao Buriti participaram do debate promovido pelo Correio Braziliense (foto: Minervino Junior/CB/DA Press )


A mulher de Rodrigo Rollemberg (PSB), Márcia Rollemberg, avaliou que a iniciativa é um momento dos eleitores conhecerem o perfil dos candidatos, as histórias particulares de cada um e as propostas. Ela foi otimista quanto à apresentação dos concorrentes à chefia do Buriti. “Achei o debate equilibrado, ético e com respeito, assim como tem de ser”, ressaltou. Presidente do PSol-DF, Fábio Felix disse considerar o momento importante para o diálogo dos candidatos com a população. “Para nós, principalmente, é um momento prioritário, porque temos um tempo de televisão desigual se comparado aos demais”, explicou.

O deputado federal Izalci Lucas (PSDB) criticou o embate entre os candidatos ao governo. Para ele, faltou os participantes mostrarem as propostas. “Ficou muito na base da acusação e da superficialidade. Além disso, não adianta dizer o que fazer. A população já está cansada disso, mas, sim, como fazer”, destacou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade