Publicidade

Correio Braziliense

Traficantes que passavam até cartão na venda de drogas são presos

Os irmãos Francisco e Edinilson Braga Ferreira comandavam o tráfico da região. Eles chegaram a construir uma torre de vigilância na residência para alertar comparsas sobre as viaturas. O principal fornecedor de drogas e a mulher de Francisco também foram presos


postado em 31/08/2018 23:30 / atualizado em 31/08/2018 23:37

Os traficantes aceitavam pagamento em dinheiro ou cartão(foto: PCDF Divulgação)
Os traficantes aceitavam pagamento em dinheiro ou cartão (foto: PCDF Divulgação)

Oferecendo opção de pagamento na maquininha de cartão ou no dinheiro, uma dupla de traficantes dominava a venda de cocaína na QNR 1, de Ceilândia. Após sete meses de investigação, os irmãos Francisco e Edinilson Braga Ferreira foram presos na tarde desta sexta-feira (31/8), em uma operação comandada pela Coordenação de Repressão às Drogas da Polícia Civil do Distrito Federal (Cord-PCDF). 

De acordo com as apurações, os irmãos comandavam o tráfico na área e gerenciavam uma teia de traficantes, além de fazerem vendas diretamente aos clientes, possibilitando, inclusive, o pagamento no débito. "Para observar e alertar os comparsas de uma possível aproximação da polícia, os irmãos construíram um prédio, usado como torre de vigilância, que fornecia uma visão ampla da região", detalhou o delegado responsável pela operação Leonardo de Castro. 

A mulher de Francisco, Poliana Raisa de Oliveira, 26 anos, também foi presa pelo crime. O principal fornecedor de cocaína dos irmãos, Marcelo José da Conceição, 42 anos, foi o último a ser detido, dentro de casa, na QNM 24. De acordo com os agentes, com a aproximação das viaturas, Marcelo tentou se livrar da cocaína, mas o vento dispersou a droga. "Quando entramos o suspeito estava branco de pó", contou o delegado. O traficante já havia sido preso há seis anos atrás pelo mesmo crime, em Santa Maria. 
 
Ao todo foram aproximadamente 2 quilos de cocaína, além de R$ 6 mil em dinheiro(foto: PCDF Divulgação)
Ao todo foram aproximadamente 2 quilos de cocaína, além de R$ 6 mil em dinheiro (foto: PCDF Divulgação)
 
Ao todo, foram apreendidas 74 trouxinhas e duas porções de cocaína, totalizando dois quilos. A maioria estava na casa de Marcelo. Além da cocaína, a polícia recolheu um tablete de maconha, dois carros, uma moto, uma balança de precisão, facas usadas para cortar a droga e R$ 6 mil em espécie. Na residência de Francisco e Edinilson também havia uma arma de fogo. 

Todos os quatro suspeitos estão presos no Departamento de Polícia Especializada (DPE) aguardando a audiência de custódia, que deve ser realizada neste sábado (1/9). As investigações envolvendo a rede de tráfico continuam com o objetivo de identificar e prender os demais envolvidos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade