Publicidade

Correio Braziliense

Rosso promete ampliar Hospital de Ceilândia e abrir delegacias da mulher

O candidato do PSD ao ao Palácio do Buriti foi ao Sol Nascente pela manhã. À tarde, se reuniu com servidores e técnicos de radiologia do DF


postado em 01/09/2018 16:03 / atualizado em 01/09/2018 16:37

Rosso se reuniu com servidores de radiologia do DF(foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A. Press)
Rosso se reuniu com servidores de radiologia do DF (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A. Press)

 
Rogério Rosso (PSD) prometeu abrir duas novas delegacias da mulher e reformar o Hospital Regional de Ceilândia durante atos de campanha neste sábado (1/9). Pela manhã, Rosso fez caminhada pela região administrativa. Depois, foi em uma carreata até o Sol Nascente. À tarde, ele se encontrou com servidores e técnicos de radiologia.
 
As duas delegacias da mulher que o concorrente ao GDF pretende abrir serão construídas em Planaltina e Ceilândia. “As duas cidades registram um aumento forte na violência contra a mulher, por isso a escolha delas”, explicou. Ainda na área de segurança, ele reiterou o compromisso de equiparar o salário da Polícia Civil com a Federal e de dar reajuste para policiais militares e bombeiros. 
 
Aos moradores, Rosso se comprometeu a ampliar o Hospital Regional de Ceilândia, caso seja eleito. “A última ampliação feita por lá foi, quando eu ainda era administrador regional de Ceilândia, a Unidade Materno-Infantil do HRC”, declarou.
 
Outra proposta do deputado federal licenciado é abrir policlínicas (instituições com diversos tipos de atendimento em saúde) em todas as regiões administrativas. “Vou aproveitar os centros de saúde para transformá-los em policlínicas”, garantiu. 
 
Na reunião com servidores de radiologia, que ocorreu no Clube da Saúde (SIA), Rosso assegurou que todos os hospitais da cidade terão equipamentos de primeira qualidade. “Os 12 hospitais serão referência em radiologia. Tenho conversado com os servidores e eles relatam diversos problemas que enfrentam hoje.” 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade