Publicidade

Correio Braziliense

Carro usado em arrastões e em atropelamento de cavalo da PM é apreendido

O veículo foi encontrado nesta terça-feira, no Condomínio Pôr do Sol, em Ceilândia. Um adolescente foi apreendido e um adulto acabou preso


postado em 04/09/2018 19:13 / atualizado em 04/09/2018 19:13

O carro foi encontrado em Ceilândia, após uma série de arrastões em paradas de ônibus de Samambaia(foto: Divulgação/PMDF)
O carro foi encontrado em Ceilândia, após uma série de arrastões em paradas de ônibus de Samambaia (foto: Divulgação/PMDF)
Policiais militares apreenderam, nesta terça-feira (4/9), um carro envolvido em arrastões em paradas de ônibus de Samambaia Sul e Norte. Duas pessoas acabaram detidas. Na noite de segunda-feira (3/9), o veículo desobedeceu uma ordem de parada dos militares e atropelou um cavalo da corporação. O policial não se feriu. O animal recebeu atendimento veterinário e deve voltar para o trabalho ainda nesta semana. 

Na manhã desta terça-feira (4), uma dupla teria realizado arrastões em Samambaia, usando um Fiat Siena prata roubado. Depois dos crimes, eles teriam fugido em direção ao Setor P Sul, em Ceilândia. Militares avistaram o veículo em uma casa, no condomínio Pôr do Sol, na região administrativa. 

Um adolescente foi apreendido e levado para a Delegacia da Criança e do Adolescente 2 (Taguatinga) e um homem acabou preso na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro). Ele tem três mandados de prisão em aberto. Os policiais encontraram cinco celulares dentro da casa, que foram restituídos às vítimas, que os reconheceram como os autores dos crimes. 

Fuga

Na segunda-feira (3), o mesmo carro foi visto por militares durante patrulhamento no Taguaparque, em Taguatinga Norte. Por conta da atitude suspeita do motorista, foi dada ordem de parada, que foi desobedecida. Durante a fuga, o homem atropelou o cavalo da corporação e conseguiu fugir.

O animal teve a pata traseira esquerda ferida e precisou passar por atendimento veterinário. Não houve ferimentos graves e o cavalo deve voltar ao serviço ainda nesta semana. O militar que montava o bicho não se feriu. 

Os militares conseguiram anotar a placa do Siena. Eles identificaram que o automóvel pertence a uma mulher e estava em Planaltina logo após a fuga. Como não teria tempo hábil para a ida de Taguatinga até a região administrativa, abriu-se a suspeita de clonagem de veículo. A 12ª DP vai investigar a possível adulteração da placa do carro, além da desobediência à ordem policial. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade