Publicidade

Correio Braziliense

Homem que usou ferramenta de marcenaria para matar é condenado

Antônio João Valeriano foi sentenciado a 14 anos de prisão, em regime inicialmente fechado pela morte de Francisco Antônio Marinho


postado em 04/09/2018 22:00

(foto: Amaro Junior/CB/D.A Press)
(foto: Amaro Junior/CB/D.A Press)

O Tribunal do Júri de Águas Claras condenou, nesta terça-feira (4/9), Antônio João Valeriano a 14 anos de prisão pelo assassinato de Francisco Antônio Marinho. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o acusado usou uma ferramenta de marcenaria para matar a vítima. 

O crime aconteceu em 30 de agosto de 2017, em Vicente Pires. O réu surpreendeu Francisco e deferiu diversos golpes com o objeto. A vítima deixou um filho, menor de idade. 

O MPDFT apontou a qualificadora de meio cruel devido à morte ter sido provocada por golpes com a ferramenta. De acordo com a promotoria do caso, o réu demonstrou uma “brutalidade fora do comum, sem o mais elementar sentimento de piedade”. A argumentação foi acolhida pelos jurados. Antônio João vai cumprir pena em regime inicialmente fechado. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade