Publicidade

Correio Braziliense

Atleta apresenta a Temer o fogo simbólico, símbolo do patriotismo da nação

O desfile de 7 de Setembro começou sob a regência dos Dragões da Independência. Os hinos Nacional e da Independência tocados pelos militares deram início à cerimônia


postado em 07/09/2018 10:20 / atualizado em 07/09/2018 11:02

(foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
(foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
 

A tradicional tocha que carrega o fogo simbólico da pátria foi empunhadas pelo atleta de tiro com arco Bernardo Oliveira. Apresentada a Temer, ela representa o patriotismo do povo brasileiro. O sentimento de orgulho pela pátria foi reforçado na sequência pelo grupamento de veteranos e ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira.

O desfile de 7 de Setembro começou sob a regência dos Dragões da Independência. Os hinos Nacional e da Independência tocados pelos militares deram início à cerimônia, que contou com muitas homenagens a figuras históricas do Brasil e a militares da reserva. O comandante militar do Planalto, general Sérgio da Costa Negraes subiu a Esplanada dos Ministérios em um tanque de guerra para solicitar ao presidente Michel Temer a autorização para o desfile.

O pedido foi prontamente atendido e viaturas da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional, do Departamento Penitenciário Nacional e da Polícia Militar e dos Bombeiros do Distrito Federal também integraram a cerimônia.

Os chamados pracinhas, militares da reserva que representaram o Brasil na 2° Guerra Mundial, foram homenageados no evento. Embarcados em viaturas históricas da Associação de Colecionadores Velhos Amigos de Guerra, receberam homenagens dos populares.

A alegria ficou por conta mesmo do desfile cívico escolar das instituições de ensino do Distrito Federal. Caracterizados, alunos homenagearam importantes ícones da história do Brasil: Dom Pedro I, primeiro imperador do Brasil; Zumbi dos Palmares, pioneiro na resistência contra a escravidão; Santos Dummont, o pai da aviação; Tiradentes, um dos líderes da inconfidência mineira; e Chiquinha Gonzaga, musicista, maestrina e ativista das liberdades femininas.

Ver galeria . 16 Fotos Ed Alves/CB/D.A Press
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press )

Dom Pedro I foi homenageado por estudantes do Centro de Ensino Fundamental 619 Samambaia, pelo Centro Especial de Taguatinga, pelo Centro de Ensino Fundamental 11 do Gama e pela Escola Parque Anísio Teixeira, de Ceilândia.

Símbolo de resistência na luta contra a escravidão, Zumbi dos Palmares foi homenageado por um grupo de ginástica das quadras de Samambaia. Senhoras com idade na faixa de 50 anos, segundo informações do locutor, desfilaram com figurino que remete a vestimenta utilizada por escravas na época.

Criador do avião 14 bis, Dummont foi representado por estudantes do Centro de Ensino Fundamental 10, de Ceilândia. Tiradentes foi homenageado pelos alunos do Centro de Ensino Athos Bulcão, do Cruzeiro. Já Chiquinha Gonzaga recebeu as homenagens de alunos do Centro de Ensino Médio 1, do Cruzeiro. Caracterizados de passistas, os alunos representaram a alegria do carnaval.

(foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
(foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Além de Temer, prestigiam a solenidade o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, e ministros de Estado: Eliseu Padilha, da Casa Civil da Presidência da República; da Defesa, Joaquim Silva e Luna; da Justiça, Torquato Jardim; das Cidades, Alexandre Baldy; da Cultura, Sérgio de Sá Leitão; Secretaria-Geral da Presidência da República; da Fazenda, Eduardo Guardia; da Segurança Pública, Raul Jungmann; do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame; do Planejamento, Esteves Colnago; e da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário.

 
Desfile cívico militar

 

Pela Marinha, desfilaram a Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, a Companhia de Aspirantes da Escola Naval, a Companhia Feminina, a Companhia de Marinheiros e a Companhia de Fuzileiros Navais. 

 

O Exercício foi representado pela banda de música do Batalhão da Guarda Presidencial. Também desfilaram os grupamentos do Colégio Militar de Brasília (CMB), da Academia Militar das Agulhas Negras, do Núcleo de Formação de Oficiais da Reserva, do Batalhão da Guarda Presidencial, de Tropas Especiais, além do Grupamento Feminino e da Força Planalto. 

 

A Aeronáutica foi à solenidade homenageada pela Banda de Música de Ala 1, pelos cadetes da Academia da Força Aérea, pela Companhia Cerimonial Santos Dumont e pelos grupamentos de Comando da Tropa da Força Aérea Brasileira, de Aeronavegantes, de Especialistas, e o Feminino. 

 

Agora, desfilam os agrupamentos federais e civis, com veículos da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional, da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade