Publicidade

Correio Braziliense

Polícia Rodoviária Federal aprende mais de uma tonelada de maconha

A droga estava na carroceria de um caminhão, escondida sob uma carga de milho à granel. O motorista fugiu à pé


postado em 08/09/2018 16:43 / atualizado em 08/09/2018 20:17

 

A droga apreendida pela Polícia Rodoviária Federal foi entregue a agentes da Polícia Civil do DF(foto: PRF/Divulgação)
A droga apreendida pela Polícia Rodoviária Federal foi entregue a agentes da Polícia Civil do DF (foto: PRF/Divulgação)

Um caminhoneiro abandonou cerca de 1,1 toneladas de maconha em um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-060. O caso aconteceu na tarde deste sábado (8/9). Agentes da PRF pediram que ele parasse em uma abordagem de rotina e, inicialmente, não suspeitavam da droga. O produto estava embalado e seria vendido à R$ 800 o kg, em um total de R$ 880.000. 


Após a parada, o suspeito desceu do veículo e apresentou a documentação. De acordo com a comunicação da PRF, tudo transcorria naturalmente quando ele informou aos agentes que iria ao caminhão “pegar os chinelos”. Os policiais o aguardaram por alguns minutos e, como o motorista não voltava foram até a cabine.

Nesse momento, os policiais rodoviários perceberam que o caminhoneiro havia fugido deixando não apenas o caminhão, mas, também, a documentação do veículo e a habilitação. Desconfiados, decidiram revistar a carroceria do veículo.

Aparentemente, o suspeito transportava milho à granel. Sob a carga, no entanto, estavam os cerca de 1,1 mil kg de maconha. Os agentes da PRF acionaram a Coordenação de Repressão às drogas (Cord) da Polícia Civil do Distrito Federal. De acordo com a PRF, essa foi a maior apreensão de drogas feita pela corporação no DF e entorno.

 

A investigação ficará a cargo da delegacia especializada, que também recolheu a droga apreendida pela PRF.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade