Publicidade

Correio Braziliense

Pesquisa do Correio mostra como votam os eleitores em cada região do DF

Os candidatos ao Buriti mais bem colocados em pesquisa encomendada pelo Correio aparecem com desempenhos desiguais a depender da região da capital. Eliana Pedrosa e Rodrigo Rollemberg têm índices de votos opostos no Itapoã e no Lago Norte


postado em 13/09/2018 06:00 / atualizado em 13/09/2018 07:35

 
A análise das intenções de voto dos candidatos ao Palácio do Buriti por região administrativa mostra um cenário dividido. Pesquisa encomendada pelo Correio Braziliense e realizada pelo Instituto Opinião Política revela que a polarização política entre regiões mais pobres e mais ricas do Distrito Federal, que marcou as eleições da capital no passado, ainda existe. Segundo o levantamento, a candidata do Pros ao Executivo local, Eliana Pedrosa, tem 44,8% das intenções de voto no Itapoã. O governador e candidato à reeleição, Rodrigo Rollemberg (PSB), tem índice quase 10 vezes menor — o chefe do Executivo registra 4,8% na cidade. Entre os eleitores do Lago Norte, Rollemberg aparece com 33,3%. Eliana, 2,4%.

O levantamento ouviu 1.219 pessoas, entre 7 e 10 de setembro, e foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com a identificação DF-07254. A margem de erro é de três pontos percentuais, com um intervalo de confiança de 95%. Além do Itapoã, a líder da pesquisa, Eliana Pedrosa, também teve bom desempenho no Paranoá, onde conta com 38,5% das citações dos entrevistados, e no Riacho Fundo 2, cidade em que a concorrente do Pros é a preferida de 31,0%. No Plano Piloto, as intenções de voto da ex-deputada distrital caem para 8%, e, no Lago Sul, Eliana tem 3,5%. A média ficou em 19,1%.
Alberto Fraga (DEM), segundo colocado, com 13,2%, saiu-se melhor na Estrutural. Ele é o campeão de intenções de voto na região, com 38,5% das citações. Em Santa Maria, Fraga também aparece à frente, com 26,3%. O pior desempenho do deputado federal foi em Sobradinho, onde ele tem a preferência de apenas 3% do eleitorado.



Rodrigo Rollemberg, que registrou 12,1% das intenções de voto no Distrito Federal, ganharia a eleição se a disputa ficasse apenas entre os moradores do Lago Norte, do Plano Piloto, do Núcleo Bandeirante e da Candangolândia e em Sobradinho. Nas asas Sul e Norte, o governador é o nome escolhido por 27,2% dos entrevistados.

Homogêneo

O deputado federal licenciado Rogério Rosso (PSD), que aparece com 10,1% do eleitorado do DF, teve desempenho homogêneo entre todas as cidades, com pequenas variações. Os extremos para Rosso foram Itapoã, em que 14,3% dos entrevistados citaram o nome dele, e Sobradinho, onde o parlamentar só conta com o apoio de 3% dos eleitores.

Quinto colocado na pesquisa do Correio, com 7% das intenções de voto, Ibaneis Rocha (MDB) ficou em segundo lugar entre os entrevistados do Lago Norte, com 23,8% das menções. Em Vicente Pires, o índice do emedebista teve 2,7% dos votos. Alexandre Guerra, do Novo, seria eleito governador se houvesse urnas apenas em Águas Claras — o empresário, que tem intenção de voto média de 3%, conquistou 13,5% do eleitorado da cidade. Em Ceilândia, Alexandre conta com apenas 1%.

Águas Claras e Brazlândia são as duas regiões com maior percentual de eleitores que declararam a intenção de votar nulo ou em branco: 30,9% e 36,7%, respectivamente. O candidato Júlio Miragaya (PT), que, na média do Distrito Federal, tem 3%, alcançou 11,1% no Núcleo Bandeirante, cidade em que o petista tem melhor desempenho. No Lago Sul, Miragaya ficou com 10,5%.

Fátima Sousa (PSol) registrou o maior número de citações na Estrutural, onde a professora é a preferida de 15,4% dos entrevistados, e no Park Way, com 12,5%. O general Paulo Chagas (PRP), candidato apoiado pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), registrou o melhor índice no Sudoeste e na Octogonal. O militar foi citado por 13,6% do eleitorado da área.


Presidente

Na corrida pelo Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro lidera a pesquisa entre os brasilienses, com 34,8% das intenções de voto. O Lago Sul é a região em que o capitão da reserva tem melhor desempenho: 68,4%. Isso quer dizer que quase sete em cada 10 moradores do bairro votam no presidenciável do PSL. Bolsonaro também lidera em Vicente Pires, onde foi citado por 59,3% dos eleitores. A cidade em que ele teve pior desempenho foi Itapoã, com 7,9%.

Ciro Gomes, do PDT, é o vice-líder entre os moradores da capital federal, com média de intenções de voto de 14,9%. O pedetista foi melhor no Itapoã, cidade onde tem 28,6% do eleitorado, e em São Sebastião, sendo citado por 27,9% dos entrevistados. O pior desempenho de Ciro foi no Lago Sul, com 5,3% das citações. Marina Silva (Rede) teve 10,5%. No Núcleo Bandeirante, esse percentual alcança 22,2% — mais do que o dobro da média da ex-ministra.

O petista Fernando Haddad, que tem 6,9% na média do DF, vê seu desempenho praticamente triplicar no Núcleo Bandeirante e no Paranoá, cidades em que alcançou intenções de voto de 18,9%. Geraldo Alckmin (PSDB), quinto da pesquisa na capital, com 6,8% dos votos, foi bem em São Sebastião (12,1%) e no Plano Piloto (9,1%). João Amoêdo, do Partido Novo, que na média do DF teve 2,9% das intenções de voto, alcançou 21,4% dos votos no Lago Norte e 18,2%, no Cruzeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade