Publicidade

Correio Braziliense

Homem que atropelou e matou dois jovens por causa de celular é condenado

Fernando Salvador Souza Rodrigues terá que cumprir pena de 24 anos de reclusão em regime fechado por dois homicídios triplamente qualificados


postado em 17/09/2018 16:40 / atualizado em 17/09/2018 16:43

Daniel Barreto (à esquerda) e o amigo Douglas Araujo foram atropelados por Fernando Rodrigues em abril de 2017 após briga por causa de celular(foto: Arquivo Pessoal)
Daniel Barreto (à esquerda) e o amigo Douglas Araujo foram atropelados por Fernando Rodrigues em abril de 2017 após briga por causa de celular (foto: Arquivo Pessoal)

 

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Brasília condenou, nesta segunda-feira (17/9), Fernando Salvador Souza Rodrigues, 19 anos, pelos homicídios triplamente qualificados de Daniel Barreto Batista, 28 anos, e Douglas Araújo Santos, 21. A pena é de 24 anos de reclusão em regime inicial fechado. 

 

As qualificadoras apresentadas pela Promotoria foi motivo torpe, recurso que dificultou a defesa das vítimas e perigo comum (colocar em risco a vida de outras pessoas). O Ministério Público recorrerá para obter o aumento da pena.

Relembre o caso 

Em abril de 2017 uma briga por causa de celular acabou em atropelamento e na morte de dois jovens, no Jardins Mangueiral em São Sebastião. Daniel Barreto e o amigo Douglas Araujo estavam em uma festa quando perceberam que o celular de Douglas havia sido furtado. Eles saíram do local de carro e encontraram um grupo de pessoas que estava no mesmo evento anteriormente. Ao questionar sobre o celular, eles foram agredidos. 

 

Os dois amigos estavam sentados em uma calçada quando Fernando, que dirigia o carro de Douglas, um Hyundai i30 preto, avançou com o veículo sobre as vítimas, que morreram na hora. Douglas era estudante de enfermagem, fazia parte de projetos sociais. Daniel era estudante de direito.   

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade