Publicidade

Correio Braziliense

Homem morre em via pública e corpo só é recolhido dez horas depois

Durante este período, o corpo ficou tampada apenas com um pano e exposto ao sol e à chuva


postado em 18/09/2018 19:23 / atualizado em 18/09/2018 19:40

O corpo ficou na calçada por mais de dez horas(foto: Divulgação)
O corpo ficou na calçada por mais de dez horas (foto: Divulgação)

Moradores da região do Parque Santa Rita de Cássia, em Valparaíso de Goiás, se revoltaram, nesta terça-feira (18/9), "com o descaso do governo". O corpo de um homem de 48 ficou largado na calçada da Rua 3, Quadra 5, durante todo o dia, sob sol forte pela manhã e chuva no fim de tarde. Apenas um pano cobria a vítima enquanto a Polícia Militar isolava a área e preservava o cenário até a chegada dos responsáveis pelo recolhimento. 

Testemunhas afirmaram que o homem contou que foi atendido na UPA de Valparaíso de Goiás e recebeu alta na segunda-feira. Ele teria passado a noite em um abrigo na região depois de ser liberado. Porém, pela manhã, passou mal. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o homem morreu antes da chegada das equipes. 
 
 

"O IML (Instituto Médico Legal) disse que não é responsável por recolher pessoas que morreram de causas naturais. O Serviço de Verificação de Óbitos também não veio. Fica um jogando para o outro e o homem aqui, largado. Uma falta de respeito", afirmou André da Silva, morador da região. 

O corpo só foi recolhido depois das 18h, desta terça. O Correio tentou contato com a Secretaria de Segurança para entender o motivo da demora de mais de dez horas para retirada do homem do local e aguarda respostas. O caso foi levado para o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) do Céu Azul, em Valparaíso. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade