Publicidade

Correio Braziliense

Diplomata que espancou a mulher é demitido do cargo

Na quarta-feira (19/9), Renato foi detido pela Polícia Militar por ter espancado a mulher. Segundo informações, os vizinhos ouviram os gritos de socorro no prédio onde ele mora, na 304 Norte


postado em 20/09/2018 08:20 / atualizado em 20/09/2018 08:26

(foto: Cesár Barreto/Divulgação)
(foto: Cesár Barreto/Divulgação)

 
O diplomata Renato de Ávila Viana, 41 anos, acusado de espancar a mulher, foi demitido do cargo de primeiro-secretário do Ministério das Relações Exteriores (MRE). A informação foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20/9). 
 
Na quarta-feira (19/9), Renato foi detido pela Polícia Militar por ter espancado a mulher. Segundo informações, os vizinhos ouviram os gritos de socorro no prédio onde ele mora, na 304 Norte. Ele foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), pagou cerca de R$ 1 mil de fiança e foi liberado. 
 
Este não é o primeiro caso de agressão contra mulheres que Renato é acusado. Em dezembro do ano passado, ele teria arracado o dente de uma ex-namorada após ela ter se recusado a retomar a relação. Ele também foi acusado, antes, de manter uma moça em cárcere privado - mesma vítima que teria apanhado na quarta-feira.  
 
Por meio de nota, a Associação dos Diplomatas do Brasil (ADB-Sindical), informou na quarta-feira, que, “diante de novo episódio de agressão à mulher envolvendo membro da carreira diplomática brasileira – que já responde por atos semelhantes anteriores – vem a público reiterar seu veemente repúdio a quaisquer atos de violência e discriminação contra as mulheres”.
 
De acordo com o documento, em diversas oportunidades, a entidade manifestou preocupação junto à alta esfera do MRE diante dos atos de agressão repetidamente praticados pelo diplomata Renato de Ávila Viana.
 
O Itamaraty não quis se manifestar. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade