Publicidade

Correio Braziliense

Moradores bloqueiam rodovias em Brazlândia por causa de mudança de ônibus

Segundo a PM, após o início do protesto, por volta das 6h53, a BR-08 ficou totalmente parada. A DF-430, também foi bloqueada. Liberação total da pista só correu às 10h15


postado em 25/09/2018 09:45 / atualizado em 25/09/2018 11:11

Cerca de 30 manifestantes fecharam as saídas da região de Brazlândia na manhã desta terça-feira (25/9)(foto: PMDF/DIVULGAÇÃO )
Cerca de 30 manifestantes fecharam as saídas da região de Brazlândia na manhã desta terça-feira (25/9) (foto: PMDF/DIVULGAÇÃO )
Cerca de 30 manifestantes fecharam a BR-080 e a DF-430, principais saídas da região de Brazlândia na manhã desta terça-feira (25/9). Por volta das 9h30, apenas uma faixa da BR-080, sentido Brasília, estava liberada para o fluxo de veículos. Já a DF-430, está liberada e é uma alternativa para veículos menores. O motivo do protesto é o conjunto de mudanças propostas pelo Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) na oferta do transporte público na cidade. O órgão extinção algumas linhas, criou outras e deu início à integração com o Metrô. As alterações ocorreram no sábado (22/9 ) mas, no dia seguinte às mudanças, os passageiros já reclamavam. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o protesto começou às 4h30 e terminou às 10h15. Nesse período, a BR-080 ficou totalmente parada e o congestionamento chegou a 6 km de extensão. Após a chegada dos agentes, a DF-430 foi liberada. Os manifestantes incendiaram pneus, impediram a saída de ônibus das garagens e interditaram a DF-430 e a BR-080, e ainda pediram a presença da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do DFTrans. Em nota, o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) informa que a "nova linha 0.450 para o setor O e para o metrô é complementar. Os passageiros podem fazer os trajetos anteriores sem a necessidade de integração e de ida para outras cidades, como ocorria antes. Essa linha, em seu segundo dia, já teve 4,5 mil passageiros, o que mostra a aceitação da linha, que já é a principal de Brazlândia".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade