Publicidade

Correio Braziliense

Suspeito de tráfico escondia drogas dentro de bolsa de bebê em Planaltina

Outro suspeito foi preso acusado de estuprar adolescente de 14 anos. As prisões ocorreram na região do Arapoangas


postado em 25/09/2018 13:29 / atualizado em 26/09/2018 21:53

Dois homens foram presos acusados de tráfico de drogas e estupro na noite da última segunda-feira (24/9) em Planaltina. A Polícia Militar prendeu os criminosos na Quadra 8 do Arapoangas. O flagrante ocorreu numa abordagem de rotina da corporação.

Primeiro, a polícia abordou um rapaz de 21 anos, que cuidava de um bebê de 6 meses num carrinho em frente ao portão de uma casa. A equipe percebeu que havia cartelas de rohypnol no chão, próximo ao carrinho da criança. Ao verificarem a bolsa do bebê, eles encontraram porções de maconha escondidas entre as fraldas.

No momento em que a PM realizava a prisão do acusado, um carro preto com três pessoas passou em frente à residência e avisou aos policiais que um homem havia violentado duas garotas, de 12 e de 14 anos, na casa em frente onde fora feito o flagrante do tráfico.

A equipe seguiu até o imóvel, a porta e o portão da residência estavam abertos. Ao entrarem na casa, os policiais encontraram um homem de 22 anos, que negou as acusações de estupro. Ao revistarem o local, os oficiais encontraram uma mochila com R$ 2.100 em cédulas de valores menores e muitas moedas, o que reforçou as suspeitas de tráfico. 

A PM ouviu de testemunhas que o local funcionava como uma “boca de fumo” e que na casa havia ainda um dispositivo no portão que, quando acionado, acendia uma luz dentro da casa, e que essa era a senha utilizada para a venda de drogas na região.

Os dois criminosos foram encaminhados à 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina). Ao chegarem à delegacia, os policiais constataram que as duas adolescentes já estavam lá. 

A garota de 12 anos reconheceu o agressor, disse que não tinha sido abusada por ele, mas confirmou que ele havia dopado e estuprado a amiga de 14 anos. A adolescente vítima do estupro foi encaminhada ao Instituto de Medicina Legal (IML). A dupla de criminosos foi autuada em flagrante.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade