Publicidade

Correio Braziliense

Correio é finalista em duas categorias do Prêmio CNT de Jornalismo

Duas séries de reportagens estão concorrendo ao tradicional prêmio da Confederação Nacional do Transporte


postado em 26/09/2018 11:44 / atualizado em 26/09/2018 15:52

(foto: Tradicional prêmio nacional está em sua 25ª edição)
(foto: Tradicional prêmio nacional está em sua 25ª edição)

 
O Correio Braziliense é finalista em duas categorias da 25ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo. O reconhecimento da Confederação Nacional do Transporte, um dos mais importantes do país, leva em conta aspectos como relevância para o setor de transporte, para o transportador e para a sociedade, a qualidade editorial, a criatividade e a originalidade e a atualidade dos temas. Ambas as reportagens foram publicadas no caderno Cidades e tiveram como suporte sites especiais.
 
Na categoria Impresso, o jornal disputará a final com a série de reportagens "Conexão Brasília: sete décadas em movimento", dos jornalistas Guilherme Goulart e Jéssica Eufrásio. Publicadas entre 15 de julho e 22 de julho de 2018, as matérias aprofundam, década a década, como cada meio de locomoção transformou o cerrado em capital federal. Além disso, a série abordou o desenvolvimento do transporte na região e o papel dele para o crescimento do Brasil.
 
Na categoria Meio Ambiente e Transporte, os jornalistas Mariana Niederauer, Pedro Grigori e Walder Galvão disputam o prêmio com a série de reportagens "Caminhos até 2030: os desafios dos transportes para o Acordo de Paris". O trabalho jornalístico abordou o marco internacional que busca reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera em quantidade suficiente para manter o aquecimento global abaixo de 2ºC até 2030, além de redobrar esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5º C — o acordo foi aprovado em novembro de 2015 por quase 200 países. O Correio publicou as matérias entre 29 e 31 de julho de 2018. 
 
Os trabalhos inscritos foram validados pela Comissão Organizadora e avaliados por um grupo de pré-selecionadores. Cada uma das seis categorias da 25ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo — Impresso, Internet, Televisão, Rádio, Meio Ambiente e Transporte e Fotografia — tem cinco finalistas, que, a partir de agora, serão avaliados pela Comissão Julgadora do prêmio, composta por jornalistas com larga experiência na imprensa e por um especialista em transporte.

Confira os finalistas nas categorias Impresso e Meio Ambiente e Transporte:

IMPRESSO
"Conexão Brasília: sete décadas em movimento" - Guilherme Goulart e Jéssica Eufrásio (Correio Braziliense)
"Acidentes com mortes nas marginais contrariam discurso da gestão Doria" - Fabrício Lobel (Folha de S.Paulo)
"Sem transporte, o Brasil para" - Guilherme Paranaiba Gouveia (Estado de Minas)
"Fora dos Trilhos" - Humberto Trezzi (Zero Hora)
"O crime passa pela Brasil" - Luã Souza Marinatto (Jornal Extra)

MEIO AMBIENTE E TRANSPORTE
"Caminhos até 2030: os desafios dos transportes para o Acordo de Paris" - Mariana Niederauer (Correio Braziliense)
"Comida que vira combustível e energia elétrica" - Alice Cristiny Ferreira de Souza (Believe.earth)
"O futuro é elétrico" - Daniela Florenzano (Rádio Trânsito)
"Aviação agrícola: perigo no céu e na terra" - Larissa Rodrigues (Metrópoles)
"Os riscos de jogar lixo na estrada" - Rafael Fiuza (Programa AutoEsporte)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade