Publicidade

Correio Braziliense

Dupla é detida após roubo com reféns em residência de Samambaia Norte

Equipe do Grupo Tático Operacional encontrou dois homens no momento em que depenavam o carro roubado da família. O terceiro participante do crime conseguiu fugir


postado em 30/09/2018 15:35 / atualizado em 30/09/2018 20:28



Policiais militares prenderam dois jovens, de 24 e 18 anos, por participação em um roubo a residência na Quadra 833 de Samambaia Norte. Os suspeitos mantiveram a família refém sob a mira de duas armas durante toda a ação. Eles levaram duas tevês, um tablet e um videogame e deixaram a cena do crime no carro da família. O crime foi registrado na 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) neste domingo (30/9).

Inicialmente, a Polícia Militar comunicou ao Correio que um dos presos se tratava de um adolescente de 13 anos, encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) 2. No entanto, em mensagem enviada à reportagem às 18h26, o cabo Alan Lima, do Grupo Tático Operacional (GTOP), afirmou que o jovem teria informado o nome e a idade de um irmão no momento em que foi preso. Segundo o policial, o suspeito tem, na verdade, 18 anos. O militar, integrante da equipe responsável pelas prisões, disse que o rapaz também deverá responder pelo crime de falsidade ideológica.

Os três homens foram encontrados em um matagal na Quadra 617 no momento em que roubavam itens do veículo. A polícia ainda localizou um barraco com eletrônicos e uma muda de maconha em um vaso a cerca de 50 metros de onde o trio estava. Segundo o cabo Alan Lima, as prisões ocorreram com auxílio do helicóptero da corporação.

"Uma outra equipe encontrou o grupo no momento em que se preparavam para tirar as rodas do carro. Todos fugiram. Conseguimos encontrar o menor e, depois de um tempo de busca na mata, fomos informados pelos policiais da aeronave onde o segundo estava. Chegamos a ele por terra, mas o terceiro sumiu", afirma. 

Ainda de acordo com o militar, a polícia encontrou uma faca entre os objetos apreendidos. Já as duas armas teriam sido jogadas no matagal, segundo informado pelo suposto adolescente. O cabo acrescentou que o homem de 24 anos tinha passagens por crimes de roubo, receptação e furto e que estaria em liberdade após cumprir a pena. O comparsa também tem passagens por outros crimes, mas a polícia não informou quais foram eles. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade