Publicidade

Correio Braziliense

Debate do Correio com candidatos ao GDF será o último antes das eleições

Encontro promovido pela TV Brasília e pelo Correio Braziliense, na próxima quarta-feira, às 17h, será o último embate antes das eleições. A transmissão ao vivo permitirá que leitores participem por meio das redes sociais


postado em 01/10/2018 06:00 / atualizado em 02/10/2018 19:18


Sete concorrentes ao Palácio do Buriti se enfrentarão no último debate do período eleitoral, na próxima quarta-feira, 3 de outubro. O encontro, promovido pela TV Brasília e pelo Correio Braziliense, será transmitido ao vivo também pelo Facebook, YouTube e Twitter do jornal, às 17h. O embate será fundamental para desenhar o provável segundo turno das eleições. De acordo com especialistas, o clima de indecisão e o empate técnico entre alguns concorrentes podem deixar o encontro ainda mais tenso. Qualquer erro dos políticos poderá refletir nas urnas no próximo domingo, data do primeiro turno.

Confirmaram presença no debate os candidatos Alberto Fraga (DEM), Eliana Pedrosa (Pros), Fátima Sousa (PSol), Ibaneis Rocha (MDB), Júlio Miragaya (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD). Leitores podem participar, tirar dúvidas e enviar perguntas aos participantes usando a hashtag #DebateCorreio nas redes sociais. O primeiro debate da corrida eleitoral também foi promovido pelo Correio Braziliense e pela TV Brasília em 28 de agosto.

Para o doutor em ciências políticas pela Universidade de Brasília (UnB) Leonardo Barreto, os números das pesquisas durante a corrida eleitoral evidenciam o cenário de incerteza na corrida pelo Palácio do Buriti. “Vemos que nenhum candidato está com a intenção de votos cristalizada ou disparado na frente. Percebemos um empate técnico entre os concorrentes. Ao longo das pesquisas, as intenções de votos mudaram muito, o que reforça esse cenário”, avalia.

Na pesquisa do Instituto Opinião Política, encomendada pelo Correio, Eliana Pedrosa (Pros) concentra 17% das intenções de voto — ela caiu dois pontos. A candidata está tecnicamente empatada com Ibaneis Rocha (MDB), que cresceu durante o período eleitoral e está em segundo lugar, com 16,1%. Em seguida, estão Alberto Fraga (Dem), com 13,5%, e Rollemberg, candidato à reeleição, com 10,5%. Em quinto, aparece Rogério Rosso (PSD), com 8,4%.

Outro fator que torna o debate crucial, ainda segundo Barreto, é que, após os embates, os participantes não poderão fazer campanha, isto é, não terão como melhorar a imagem caso saiam prejudicados. “O que for dito será repercutido pelas redes sociais até as eleições. Acredito que quem está na frente tentará ser mais cuidadoso, pois quer manter os eleitores”, afirma. “Quem está atrás terá de se arriscar nesse último debate, dar as últimas cartadas. Todos estão em risco. Sabemos que debate decide eleição. Serão momentos dramáticos e de muita estratégia dos concorrentes”, finaliza o especialista.

Blocos

A editora-chefe da TV Brasília, Simone Souto, mediará os cinco blocos do programa. O primeiro contará com a participação de jornalistas do Correio. Os repórteres farão perguntas a um dos candidatos, indicando um oponente para responder à fala do primeiro. Cada concorrente terá dois minutos para se expressar. A ordem das rodadas será sorteada previamente com os assessores dos adversários.

No segundo bloco, o debate seguirá o modelo tradicional: candidato contra candidato. Cada participante terá um minuto para fazer perguntas a um adversário escolhido, que terá dois minutos para responder. Cada concorrente será escolhido, no máximo, duas vezes em cada um dos blocos. A réplica e a tréplica terão um minuto de duração cada. No bloco seguinte, os candidatos voltarão a responder às perguntas dos jornalistas. O último momento será aberto para que os postulantes ao Buriti façam as considerações finais — a ordem das apresentações será sorteada previamente.

O debate seguirá a regulamentação da Lei nº 13.488/2017, sancionada em 6 de outubro de 2017, que vale para a transmissão de debates por emissoras de rádio e televisão.

“O que for dito será repercutido pelas redes sociais até as eleições. Acredito que quem está na frente tentará ser mais cuidadoso, pois quer manter os eleitores"
Leonardo Barreto,doutor em ciências políticas pela UnB


Programe-se


Quando: 3 de outubro, quarta-feira
Onde: nos estúdios da TV Brasília


Como acompanhar


TV Brasília: NET canais 18 e 518 (HD) e 
TV aberta canal 6.1

Facebook: www.facebook.com/correiobraziliense
Twitter: @correio
YouTube: Correio Braziliense

Eliana no CB.Poder

Nesta segunda, às 13h30, participa do CB.Poder, na TV Brasília, a candidata ao GDF Eliana Pedrosa (Pros). Ela é a penúltima concorrente ao Palácio do Buriti a enfrentar a sabatina com repórteres da emissora e do Correio Braziliense. A última entrevista será a do governador Rodrigo Rollemberg (PSB), na terça-feira. O programa sabatinou Ibaneis Rocha (MDB), Alberto Fraga (Dem), Rogério Rosso (PSD), Alexandre Guerra (Novo), Júlio Miragaya (PT), Paulo Chagas (PRP), Fátima Sousa (PSol) e Antônio Guillen (PSTU).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade