Publicidade

Correio Braziliense

MPDFT abre inquérito para investigar o Facebook

A apuração segue em dois sentidos: saber se usuários brasileiros foram afetados no ataque da semana passada e encontrar responsáveis


postado em 02/10/2018 10:44 / atualizado em 02/10/2018 11:01


MPDFT investiga, também, a empresa de publicidade Cambridge Analytica(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
MPDFT investiga, também, a empresa de publicidade Cambridge Analytica (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
 
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) abriu, nesta segunda (1º/10) um inquérito civil público para apurar o possível vazamento de informações pessoais de usuários brasileiros do Facebook, que foi hackeado na última sexta (28/09). Segundo a rede social, cerca de 50 milhões de pessoas tiveram os perfis acessados pelos hackers.
  
A Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do MPDFT, nas considerações da abertura do inquérito, afirma que já investiga a atuação da Cambridge Analytica no Brasil. A empresa de publicidade analisa dados de eleitores e consumidores para a criação de estratégias de comunicação. Nos Estados Unidos, ela foi a responsável pela virada nas últimas eleições, que elegeu presidente o empresário Donald Trump.
 
Segundo a portaria que instaura o processo investigatório, o MPDFT irá investigar se houve comprometimento dos dados pessoais dos usuários brasileiros, "bem como apurar as responsabilidades pelos danos causados".  O documento ainda ressalta que o novo incidente ocorreu "há menos de 10 dias do primeiro turno da eleição presidencial brasileira".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade