Publicidade

Correio Braziliense

Mais uma escola do DF suspende as aulas por causa do H1N1

Este é o quarto colégio que interrompe o funcionamento como medida preventiva


postado em 02/10/2018 12:09 / atualizado em 02/10/2018 15:54

Desde janeiro, 67 pessoas foram contaminadas pelo H1N1 e seis morreram(foto: Kleber Sales/CB/D.A Press)
Desde janeiro, 67 pessoas foram contaminadas pelo H1N1 e seis morreram (foto: Kleber Sales/CB/D.A Press)
 
 
Nesta terça-feira (2/10), a Escola Cresce, em Águas Claras, suspendeu as aulas de todas as crianças do turno vespertino depois de um dos alunos do Pré II ser diagnosticado com o vírus H1N1. As aulas serão retomadas na próxima quinta-feira (4/10). A escola informou que a suspensão das aulas ocorreu para a realização de assepsia de todo o ambiente, uma vez que o menino frequentou a escola na segunda-feira. Os pais da criança contaminada afirmaram que o diagnóstico foi fechado apenas na manhã de hoje.

Esta é a quarta escola a interromper o funcionamento em decorrência de contaminação pelo Influenza A (H1N1). Em Ceilândia, três crianças de 3 anos foram diagnosticadas com a doença. Em Taguatinga, três casos foram confirmados em um centro de ensino e outro caso, em Águas Claras, também motivou uma escola a realizar a suspensão das aulas.

Desde janeiro, o vírus vitimou 67 pessoas no Distrito Federal, sendo que seis casos foram fatais. Segundo a Secretaria de Saúde, a última campanha vacinal imunizou 97,8% do público alvo, composto por crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes e idosos.   

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade