Publicidade

Correio Braziliense

Confira dicas para o primeiro turno das eleições no domingo

O Correio reuniu informações úteis para que você possa votar com tranquilidade no próximo domingo. Usar camisas feitas e distribuídas por candidatos é proibido e uma das denúncias mais recorrentes, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal


postado em 04/10/2018 06:00 / atualizado em 04/10/2018 00:57

(foto: Editora de Arte/CB/D.A Press)
(foto: Editora de Arte/CB/D.A Press)

No próximo domingo, os mais de 2 milhões de eleitores do Distrito Federal já sabem: documentação oficial com foto, números dos candidatos anotados e nada de levar aparelhos eletrônicos para a urna. Nem todos se atentam, entretanto, para os cuidados com a escolha da roupa e dos acessórios na hora de votar. Usar camisas feitas e distribuídas por candidatos é proibido e configura crime eleitoral — um dos mais recorrentes entre as denúncias, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF).
    
Uma em cada cinco denúncias de crimes eleitorais costumam estar ligadas à escolha das roupas, que podem ser consideradas propaganda eleitoral, alerta o juiz eleitoral Pedro Yung-Tay. O problema não é o uso de vestimentas que manifestem a preferência partidária, mas o fato de terem sido fornecidas pelas coligações. Pelo mesmo motivo, a distribuição de santinhos também é proibida no dia da votação. O que o eleitor pode e deve fazer é carregar uma “cola”, com os números dos candidatos, para não esquecer na hora de votar.    

Quanto aos trajes, a Justiça libera, sem problemas, o uso de broches e de bandeiras, desde que sem mastro. Estão na lista de crimes eleitorais mais recorrentes o de boca de urna, o uso de alto-falante e amplificador de som, a promoção de comícios ou carreatas e a aglomeração de pessoas em seção eleitoral representando algum candidato. As penas variam de detenção, entre seis meses e um ano, e multa de até R$ 15 mil. Qualquer pessoa pode denunciar os crimes eleitorais pelo aplicativo Pardal, do TSE, ou no site do TRE-DF. Tomados todos os outros cuidados, o eleitor não deve se esquecer do horário. Os 609 locais de votação espalhados pelo DF abrem às 8h e fecham às 17h. Deixar para a última hora pode ser um problema, principalmente em zonas com maior quantidade de eleitores, como o Riacho Fundo I, onde cerca de 350 pessoas dividem cada urna.
    
Nestas eleições, qualquer pessoa pode checar informações básicas por meio do aplicativo e-Título, do TSE. Disponível nas plataformas IOS e Android, a ferramenta permite consultar o local de votação, a emissão de quitação eleitoral e o mapa dos locais onde pode justificar ausência. As consultas também podem ser feitas no site do tribunal.    

Neste ano, a venda de bebida alcoólica não será proibida, de acordo com o TRE-DF. Ao sair da seção eleitoral, é preciso pegar o comprovante de votação. Além de ser importante para certificar a participação no pleito, ele garante direitos ao cidadão, como a emissão de passaporte.

ONDE JUSTIFICAR A AUSÊNCIA


Cartório e região  -  Local de justificativa        
1ª Zona - Asa Sul: Pátio Brasil Shopping (SCS 701, Qd. 7 Bl. A)
1ª Zona - Asa Sul: Rodoviária Interestadual (SMAS, Trecho 4m Cj. 5/6)
5ª Zona - Sobradinho: Escola Classe 1 (Quadra 6, Área Especial 1, Rua 5, Sobradinho)
13ª Zona - Samamabaia: Centro de Ensino Infantil 210 (QN 210, Área Especial, Samambaia Norte)
14ª Zona - Asa Norte: Estádio Nacional de Brasília (Setor Recreativo Parque Norte, SRPN, Portão 5)
15ª Zona - Águas Claras: Colégio Marista Champagnat (QSD - Área Especial 1, Taguatinga Sul)
17ª Zona - Gama: Faciplac (Área Especial 2, Setor Leste do Gama)
18ª Zona - Lago Sul: Aeroporto (Área Especial do Lago Sul)
20ª Zona - Ceilândia: Fundação Bradesco (QNN 28, Área Especial L, Ceilândia Sul)

Eleitores 


2.084.356 eleitores aptos a votar

14.538 são adolescentes com idades entre 16 e 17 anos

113.297 têm mais de 70 anos e não são obrigados a votar

Candidatos 

13 disputam o cargo de presidente da República
11 concorrem ao governo da capital
17 candidataram-se ao cargo de senador
178 disputam o cargo de deputado federal
946 concorrem ao cargo de deputado distrital

Eleitos 

1 será eleito para presidente da República
1 será eleito para governador
2 serão eleitos para senadores
8 serão escolhidos para deputados federais
24 serão eleitos para deputados distritais


Locais de voto

19 zonas eleitorais recebem as urnas

608 locais de votação 

9 lugares para justificativa a ausência

6.734 seções eleitorais

8 mil urnas estão à disposição dos eleitores do DF, sendo mil reservas

A 15ª Zona Eleitoral — que abrange Taguatinga Sul e Águas Claras — conta com a maior quantidade de eleitores: 145.639

A 3ª Zona Eleitoral — que abrange Taguatinga Norte — conta com a menor quantidade de eleitores: 69.042

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade