Publicidade

Correio Braziliense

No Sol Nascente, Fraga volta a acusar Ibaneis de crime eleitoral

Fraga também criticou as pesquisas eleitorais e prometeu melhorias para a população do Sol Nascente


postado em 04/10/2018 12:13 / atualizado em 04/10/2018 14:00

(foto: Marilia Lima/CB/D.A Press)
(foto: Marilia Lima/CB/D.A Press)
 
A três dias do primeiro turno das eleições, os candidatos ao governo do Distrito Federal intensificam as campanhas e o corpo a corpo com os eleitores. Alberto Fraga (DEM) dedicou a manhã desta quinta-feira (4/10) para conversar com eleitores no Sol Nascente, em Ceilândia. Em cada estabelecimento comercial que entrou, ele reforçou as falas do discurso feito no debate promovido pelo Correio e TV Brasília, alfinetando o adversário do MDB, Ibaneis Rocha.

"Está mais do que caracterizada a compra de votos. É um absurdo. Ele tem tanto domínio no Judiciário que fala de maneira irônica que o dinheiro é dele e ele faz o que quiser", disse, em referência a promessa feita por Ibaneis de reconstruir casas derrubadas pela Agefis.
 
Fraga afirmou mais uma vez que não acredita nas pesquisas e que só vai pensar em apoiar alguém no segundo turno depois que o primeiro passar. Ele tem aparecido em quarto lugar nas pesqusas de intenção de voto. "Espero que o povo não se deixe influenciar por pesquisas que são compradas", declarou. O candidato também falou nas propostas que tem para o Sol Nascente, entre as quais tornar o local uma região administrativa independente.

 
Infraestrutura 

"O maior problema aqui, além da segurança pública, é a infraestrutura. Tem rua que, quando chove, desce uma enxurrada que carrega as pessoas. É uma cidade que, pelo número de habitantes, já merece RA própria para identificarmos problemas mais comuns e emergentes", destacou. Fraga também disse que, se eleito, pretende construir um hospital no Sol Nascente e um posto de saúde. 

Sobre transporte, o candidato afirmou que pretende licitar 800 micro-ônibus para atender os moradores. "Tem gente que anda 4km para pegar ônibus. Estamos falando em uma cidade sem transporte."
 
Dono de um salão de beleza, o empresário Fernando Coura, 46 anos, disse que vai apoiar Alberto Fraga e pediu mais atenção para os moradores do Sol Nascente. "A gente vive abandonado. É como se o povo estivesse jogado, e aqui tem muita pobreza, mas nós também somos brasilienses”, reclamou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade