Publicidade

Correio Braziliense

Vídeo: policial militar de folga impede assalto a ônibus em Ceilândia

A policial militar estava em um ônibus no Sol Nascente quando desconfiou de dois suspeitos. Minutos depois, eles anunciaram o assalto e ela conseguiu deter ambos


postado em 05/10/2018 09:31 / atualizado em 05/10/2018 11:18

Policial esperou um momento estratégico para abordar os suspeitos(foto: Reprodução/PMDF)
Policial esperou um momento estratégico para abordar os suspeitos (foto: Reprodução/PMDF)
Uma policial militar de folga prendeu dois homens e evitou o assalto a um ônibus no Sol Nascente, na noite da última quinta-feira (4/10). A mulher estava de folga quando passava por Ceilândia dentro do coletivo e suspeitou de dois indivíduos que embarcaram. Minutos depois eles anunciaram o roubo, mas foram surpreendidos por ela.
 
Os homens recolheram o dinheiro das passagens do cobrador e o celular de uma vítima, mas a policial esperou eles chegarem perto e conseguiu imobilizar os dois com ajuda de outros passageiros. Um deles tem 21 anos e foi conduzido para a Central de Flagrantes, enquanto adolescente de 15 foi levado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).



No vídeo, é possível ver o momento em que populares usam cintos de calças para prender as mãos dos suspeitos, enquanto ela diz: "É isso que vocês sofrem todo dia. Quando eles entraram eu já sabia que eles iam fazer isso!". O caso aconteceu às 19h, horário em que moradores de Sol Nascente reclamam da insegurança.

Operações em coletivos

Apesar de a militar ter realizado a abordagem enquanto estava de folga, ela também atua para coibir assaltos em ônibus e paradas do DF. Uma das ações da polícia é a Operação Anjo da Guarda, que faz revistas e fiscalizações nos coletivos e pontos de espera. "Ela consiste em abordagens em horários específicos. Temos viaturas que entram nessas horas só para essa operação, que reduz os índices criminais de roubos nesses locais", explicou o porta-voz da Polícia Militar, major Michello Bueno.
 
Nos últimos meses, as ações foram intensificadas em cidades como Samambaia, Ceilândia e Taguatinga, regiões de muito movimento. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade