Publicidade

Correio Braziliense

Com bebidas liberadas na eleição, Detran faz cerco à embriaguez ao volante

A liberação do consumo de bebidas alcoólicas no dia das eleições fará com que o Departamento de Trânsito (Detran) aumente a quantidade de operações após o pleito. O comércio deve abrir as portas, e o transporte público seguirá o horário de domingo


postado em 06/10/2018 07:00

As blitzes do Detran ocorrerão durante todo o domingo, a partir das 7h, com reforço no fim da tarde e à noite(foto: Detran/Divulgação)
As blitzes do Detran ocorrerão durante todo o domingo, a partir das 7h, com reforço no fim da tarde e à noite (foto: Detran/Divulgação)
Sem proibição para a venda de bebidas alcoólicas no Distrito Federal pela primeira vez em dia de eleição, o Departamento de Trânsito (Detran) decidiu reforçar o combate à embriaguez ao volante. Além disso, os agentes fiscalizarão condutores que efetuarem transporte irregular de passageiros, transitarem ou estacionarem em locais proibidos. O primeiro turno do pleito também implicará mudanças no período de funcionamento de estabelecimentos comerciais e no horário de circulação de ônibus e do metrô.

A decisão de liberar a venda de bebidas alcoólicas é de cada unidade da Federação, mas o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ao lado da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, considerou não ser necessária a restrição. “Tendo em vista que todas as forças de segurança estarão empenhadas e considerando a existência de várias normas e legislações para a moderação do consumo de álcool e até a proibição, como é o caso da direção de um veículo, não há necessidade de cercear o direito do consumidor e prejudicar os comerciantes que fazem a venda de forma legal”, explicou o porta-voz da TRE, Fernando Velloso. “Mas é necessário que se vote com consciência e urbanidade”, alerta Velloso.

A estimativa é de que mais de 2 milhões de eleitores compareçam às urnas amanhã nos 609 pontos de votação do DF. O Detran contará com pontos de controle e operações a partir das 7h. As medidas de combate à condução de veículo sob efeito de álcool continuarão com reforço após o encerramento da votação. Além de 63 automóveis e 12 motocicletas, a aeronave do órgão fará o patrulhamento aéreo para verificar pontos de retenção ou irregularidades no trânsito. No total, 135 agentes farão parte das equipes de fiscalização.

No caso do transporte público, o horário de funcionamento do metrô e de circulação dos ônibus será o mesmo dos domingos, sem reforço no número de trens e coletivos. As estações permanecerão abertas das 7h às 19h.

Comércio

Um acordo entre o Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista) e o Sindicato dos Empregados no Comércio (Sindicom) definiu que cabe aos comerciantes decidirem sobre a abertura das lojas amanhã. Shoppings e comércios de rua do Plano Piloto e das regiões administrativas poderão funcionar nos horários normais de domingo.

Para o presidente do Sindivarejista, Edson de Castro, a negociação foi positiva. “Normalmente, o comércio fecha em dias de eleições, mas, neste momento difícil para a categoria, devido às condições do país, é importante que os locais funcionem normalmente. O comércio só rende quando está de portas abertas”, ressaltou. Ele acrescentou que os empregadores devem formular escalas para garantir que todos os funcionários exerçam o direito ao voto.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade