Publicidade

Correio Braziliense

Boca de urna em cidades do DF levam ao menos seis pessoas para delegacia

Boca de urna é crime eleitoral. Divulgar pesquisa com intenção de votos e o aliciamento ou influência expressa no voto de terceiros estão entre as atitudes mais graves


postado em 07/10/2018 10:39 / atualizado em 07/10/2018 12:47

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
 

A Polícia Civil investiga ao menos cinco casos de crimes eleitorais praticados em diferentes cidades do Distrito Federal na manhã deste domingo (7/10) até as 11h. Ao todo, seis pessoas foram detidas, porque em uma ocorrência houve mais de um envolvido. O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) repassou, por sua vez, que até o fim da manhã houve oito ocorrências e cinco detenções. Todos os envolvidos assinaram um termo de comparecimento a Justiça e foram liberados.

 

Entre os suspeitos, está um candidato a deputado distrital pelo Pros. Se constatado o crime, a depender dos resultados de julgamentos — ainda que vença a eleição —, o político pode ser impedido de assumir futuras atribuições. Em Ceilândia, a agitação de um aglomerado de cabos eleitorais ocasionou a prisão de um homem.

 

Os casos estão sendo apurados pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), 5ª DP (Área Central), 6ª DP (Paranoá), 20ªDP (Gama) e 31ª DP (Planaltina). Todos os responsáveis são homens entre 20 e 40 anos. Segundo a Polícia Civil, entre os crimes estão eleitores que jogaram santinhos de candidatos pela janela do carro, um homem que balançava camisa de candidato político e outro que estava com pacote de propaganda política partidária. 

 

De acordo com a Polícia Militar, no Altiplano Leste, no Paranoá, dois deles estavam fazendo boca de urna. Outros casos repassados pela PM ocorreram em Santa Maria, Cruzeiro, Estrutural, Taguatinga e Vicente Pires. Todos os homens levados para a delegacia, de acordo com a corporação, faziam boca de urna.

 

Até as 17h deste domingo, uma série de manifestações e mesmo de objetos de propaganda devem ficar distantes dos colégios eleitorais, sob pena de desobedecerem a quesitos da lei eleitoral. Divulgar pesquisa com intenção de votos e o aliciamento ou influência expressa no voto de terceiros estão entre as atitudes mais graves. A manifestação por parte de eleitores só pode transcorrer de forma silenciosa: bandeiras, broches e adesivos não estão em desacordo com a lei.

Atos impróprios podem gerar até um ano de detenção. Representantes de partidos não pode, por exemplo, financiar alimentação ou transporte para eleitores. Material de propaganda e os chamados santinhos também devem ser abolidos da área de votação. Multas ainda podem incidir entre aqueles que desrespeitarem as leis. Pessoas escaladas para dar apoio às eleições estão impedidas de usarem vestuário alusivo a partidos e candidatos.

Ajuda
Para auxiliar os eleitores, o TRE-DF disponibiliza os seguintes meios de informação:

» Telefone: (61) 3048-4000
Estará em esquema de plantão durante todo o domingo

» Site: http:www.tre-df.jus.br
Funciona normalmente até sábado a noite, já no domingo estará fora do ar

» Aplicativo e-Título
Além de servir como documento oficial para a votação, também possui todas as informações do local de votação do eleitor

Onde justificar
Cartório/região - Local de justificativa
 
» 1ª Zona/Asa Sul - Pátio Brasil Shopping (SCS 701, Qd. 7 Bl. A)
» 1ª Zona/Asa Sul - Rodoviária Interestadual (SMAS, Trecho 4m Cj. 5/6)
» 5ª Zona/Sobradinho - Escola Classe 1 (Quadra 6, Área Especial 1, Rua 5, Sobradinho)
» 13ª Zona/Samamabaia - Centro de Ensino Infantil 210 (QN 210, Área Especial, Samambaia Norte)
» 14ª Zona/Asa Norte - Estádio Nacional de Brasília (Setor Recreativo Parque Norte, SRPN, Portão 5)
» 15ª Zona/Águas Claras - Colégio Marista Champagnat (QSD - Área Especial 1, Taguatinga Sul)
» 17ª Zona/Gama - Faciplac (Área Especial 2, Setor Leste do Gama)
» 18ª Zona/Lago Sul - Aeroporto (Área Especial do Lago Sul)
» 20ª Zona/Ceilândia - Fundação Bradesco (QNN 28, Área Especial L, Ceilândia Sul)

 

Para mais informações sobre a eleição Clique aqui. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade