Publicidade

Correio Braziliense

"Santinhos foram maior problema das eleições no DF", diz presidente do TRE

Poucas urnas tiveram de ser trocadas em Brasília. Carmelita Brasil garantiu a transparência e a segurança da votação


postado em 07/10/2018 18:07 / atualizado em 07/10/2018 18:51

Em entrevista coletiva de imprensa no fim da tarde deste domingo (7), a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), Carmelita Brasil, garantiu que “as eleições de 2018 foram marcadas por transparência”. Segundo ela, apenas 0,1% das urnas tiveram algum registro de problemas. “Foram seis ou sete com ocorrências e que precisaram ser trocadas”, informou. O sistema de verificação do tribunal verificou que não houve fraude nas eleições.

 

Por volta das 18h45, 98% das urnas do DF tinham sido apuradas. Trata-se da unidade da Federação que mais rapidamente apura o resultado das urnas. O segundo turno para governador será disputado por Ibaneis (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB). O mdbista ficou com 41,99% dos votos, e o socialista com 13,94%. Rogério Rosso (PSD) foi o terceiro mais votado, conquistando 11,26% dos eleitores. A deputada federal mais votada foi Flávia Arruda (PR). Enquanto o distrital com mais votos foi o Delegado Fernando Fernandes (Pros). 

Segurança 

Circulou nas redes sociais o vídeo de um policial denunciando uma suposta fraude percebida por um agente de transmissão. A presidente do TRE-DF garante que se trata de um mal-entendido porque o funcionário não compreendeu o sistema. “Ele não tem o conhecimento para dizer o que estava dizendo. Ele não soube interpretar os dados. O policial agiu de maneira iressponsável”, garantiu.

Poluição

Santinhos de políticas poluíram as ruas do DF em praticamente todas as zonas eleitorais(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
Santinhos de políticas poluíram as ruas do DF em praticamente todas as zonas eleitorais (foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
 

 

Em Brasília, ela avalia que o problema mais grave das eleições de 2018 foi o “derramamento de santinhos em praticamente todas as zonas eleitorais”. A poluição é classificada como lixo ambiental e a presidente do TRE-DF explica que todos os candidatos serão duramente repreendidos por isso. Não informou, porém, quais são sanções previstas, mas deixou claro que a cassação do mandato não é uma possibilidade. “Os santinhos foram o ponto baixo da propaganda eleitoral. Todos os candidatos estavam tendo ótimo desempenho até então. Só que muitos pecaram com os santinhos”, comentou.

Biometria

Com relação às pessoas que não conseguiram votar usando a biometria (tendo de assinar uma lista de presenças para regularizar a questão em cartório posteriormente), Carmelita Brasil esclareceu de que não se trata de uma falha do programa ou do sistema, mas sim de uma particularidade da digital de cada eleitor. “São feitas pelo menos quatro tentativas até dizer que não dá para usar a biometria. Não há nada que possa ser feito para evitar o mesmo problema no segundo turno.” Carmelita disse que não houve muitas filas nas zonas eleitorais. Os locais com mais movimentação tiveram filas isoladas.

 

A presidente do TRE-DF concedeu entrevista coletiva no fim da tarde(foto: Marina Adorno/Esp. CB/D.A Press)
A presidente do TRE-DF concedeu entrevista coletiva no fim da tarde (foto: Marina Adorno/Esp. CB/D.A Press)

Eleitores não terminaram de votar

Apesar de os portões de todas as zonas eleitorais terem fechado às 17h, há pessoas que não conseguiram votar por causa de filas. “Isso não quer dizer que exista prorrogação do horário. O que acontece é que todo mundo que entrou até as 17h vai votar. Se a pessoa está numa zona eleitoral esperando com uma senha, ainda vai votar, nem que seja às 19h. Há lugares ainda com fila nessa situação”, explicou Carmelita Brasil. O que pode afetar o horário de término da liberação dos resultados da eleição.

Votos no exterior

Mais de 42,74% das urnas localizadas no exterior (cerca de 318) já enviaram os resultados das eleições para o Tribunal Regional Eleitoral. Em algumas, as votações ainda estão sendo encerradas e, em outras, os dados ainda estão sendo apurados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade