Publicidade

Correio Braziliense

Operação mira rede interestadual de tráfico e roubo de cargas

A Polícia Civil do Distrito Federal desvendou o esquema de uma organização criminosa interestadual que atua em crimes de tráfico de drogas, roubos, furtos, desvios de cargas e lavagem de dinheiro


postado em 10/10/2018 06:30 / atualizado em 10/10/2018 08:23

São cumpridos 72 mandados de busca e apreensão, 42 mandados de prisão preventiva e 6 de prisão temporária(foto: Divulgação/PCDF)
São cumpridos 72 mandados de busca e apreensão, 42 mandados de prisão preventiva e 6 de prisão temporária (foto: Divulgação/PCDF)
A Polícia Civil do DF deflagra nesta manhã (10/10) uma megaoperação batizada de Torre de Babel, com o cumprimento simultâneo de 72 mandados de busca e apreensão, 42 mandados de prisão preventiva e 6 de prisão temporária, em 15 cidades de 6 estados e no Distrito Federal. O esquema desvendado em investigação ao longo de nove meses envolve uma organização criminosa interestadual que atua em crimes de tráfico de drogas, roubos, furtos, desvios de cargas e lavagem de dinheiro.

Segundo a investigação, o líder da organização criminosa, Antonio Cesar Campanaro, conhecido como “Toninho do Pó” comandava uma rede de tráfico, que utiliza uma propriedade em Cristalina (GO) para armazenar grande quantidade de drogas, com uma vertente dedicada ao roubo e furto de cargas. 



Ainda segundo o inquérito, motoristas de empresas de transporte eram recrutados para simularem terem sido vítimas de roubo, mas, na verdade, desviavam as cargas para a organização criminosa.

(foto: Divulgação/PCDF)
(foto: Divulgação/PCDF)
A investigação e a Operação Torre de Babel são realizadas sob a responsabilidade da Coordenação Especial de Repressão à Corrupção, ao Crime Organizado e aos Crimes contra a Administração Pública e contra a Ordem Tributária da Polícia Civil do Distrito Federal (CECOR), com o apoio do Ministério da Segurança Pública e das Polícias Civis dos estados de Pernambuco, Bahia, Goiás, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. 

Para a operação, a Polícia Civil do Distrito Federal designou mais de 300 servidores, entre delegados, policiais e agentes; dois helicópteros; duas aeronaves; um ônibus e 60 viaturas policiais, recebendo apoio, ainda, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Aérea Brasileira, que disponibilizaram outras duas aeronaves Há ainda suporte logístico e operacional da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), da Receita Federal e das Forças Armadas.

Com autorização da Justiça, os bens dos envolvidos serão bloqueados e apreendidos nas buscas desta manhã. Com os alvos, foram encontradas diversas identidades falsas. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) acompanha a operação.
 
Foram encontradas diversas identidades falsas (foto: Divulgação/PCDF)
Foram encontradas diversas identidades falsas (foto: Divulgação/PCDF)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade