Publicidade

Correio Braziliense

50 mil pessoas devem passar pela Catedral no dia de Nossa Senhora Aparecida

A expectativa é de que 50 mil pessoas circulem durante o dia na região próxima à Catedral para a festa de Nossa Senhora Aparecida. Ponto alto é a procissão com velas, que começa logo após a Missa Solene, às 17h


postado em 11/10/2018 06:00 / atualizado em 11/10/2018 00:25

Padre João Firmino: 'São os movimentos pastorais que arrecadam dinheiro para ajudar na realização das festas' (foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press )
Padre João Firmino: 'São os movimentos pastorais que arrecadam dinheiro para ajudar na realização das festas' (foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press )

 

Amanhã será dia de fé e de celebração na Esplanada dos Ministérios. Para o dia da padroeira de Brasília e do Brasil, Nossa Senhora Aparecida e a Arquidiocese está preparando uma programação especial para os fiéis, a partir de 8h. Como também é comemorado o Dia das Crianças, a manhã será dedicada aos pequenos. A estrutura com os palcos estará montada no canteiro central ao lado da Catedral. Brinquedos infláveis e pescaria serão atrações para a garotada.

Além da missa das crianças, realizada pelo bispo auxiliar Dom Marcony Ferreira, e da coroação da imagem de Nossa Senhora, um festival de sorvete vai adoçar o dia. Quem comprar uma casquinha ganhará um cupom para participar do sorteio de bicicletas. Desde o início do mês, doações de brinquedos têm sido entregues na Catedral Metropolitana para a festa. Até a última terça-feira, 17 bicicletas tinham sido doadas, mas a expectativa é de que o total seja maior até hoje.

Tradicional na cidade, a festa para Nossa Senhora acontece desde 1998. De acordo com o padre João Firmino Galvão, pároco da Catedral há três anos e coordenador do evento, o trabalho intenso vale a pena. “A estrutura está quase montada, estamos recolhendo os brinquedos e pedindo ajuda. Não temos recursos governamentais. São movimentos pastorais que arrecadam o dinheiro para ajudar na realização das festas”, afirmou.


Maria Jana e Jânio: casal de paraibanos participou da novena em homenagem à santa(foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press )
Maria Jana e Jânio: casal de paraibanos participou da novena em homenagem à santa (foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press )

 

Toda a diocese do Distrito Federal, que compreende cerca de 150 paróquias, estará engajada com as homenagens à padroeira. Segundo o padre João Firmino, pela manhã, cada uma fará uma missa para atender à população que não puder ou não quiser ir à Esplanada logo cedo, e um convite para participar da programação da tarde. Algumas igrejas levarão a própria congregação para as festividades: um coral de 70 crianças da Paróquia Nossa Senhora Aparecida em Samambaia vai se apresentar e os grupos de jovens católicos do DF também farão performances teatrais.

Às 17h, acontece a Missa Solene, celebrada pelo cardeal emérito de Aparecida (SP) dom Raymundo Damasceno, seguida da tradicional procissão com velas e três paradas de bênçãos: uma pelos doentes, uma pelas famílias e uma pelos governantes (feita em frente ao Congresso Nacional). “Essa benção aos governantes sempre aconteceu, mas este ano toma um sentido maior pelo pleito eleitoral”, explicou o padre João Firmino.

De acordo com a organização, no ano passado, cerca de 50 mil pessoas passaram pela festa e 40 mil participaram da procissão. A expectativa é de que os números se repitam neste ano. Todo o trabalho é voluntário, desde a entrega dos folhetos da missa até o serviço de confissão que funcionará ao lado do palco. Em 2017, 25 sacerdotes ouviram as confissões ao longo do dia. O mesmo é esperado para 2018.

A imagem que será levada pelo cortejo à frente da procissão é uma réplica da original em terracota encontrada no Rio Paraíba há 300 anos. Ela veio a Brasília para a primeira missa da cidade, realizada em 1957 na Praça do Cruzeiro. Desde então, a santa fica exposta em uma redoma de vidro no altar da Catedral Metropolitana.


Imagem que será levada na procissão: tradição e fé(foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press )
Imagem que será levada na procissão: tradição e fé (foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press )

 

Novena

Nos nove dias que antecederam à festa de Nossa Senhora Aparecida, a Catedral fez, diariamente, sempre às 12h15, missas como preparação espiritual, em que os fiéis rezam a partir de temas relacionados à padroeira. O primeiro dia de novena teve como tema a devoção à Virgem Santa Maria e o último, uma reflexão sobre o Ano Nacional Mariano, celebrado em 2017.

Na terça-feira, sétimo dia da novena, o casal de namorados e professores Maria Jana Veríssimo, 39, e Jânio Ludovic, 64, estiveram na Catedral. Eles moram em Campina Grande (PB) e se empolgaram com a festa de Nossa Senhora. “Achei muito legal, quero levar a minha netinha de 4 anos para a missa das crianças”, disse Jânio.

Maria Jana não estará em Brasília, na sexta-feira, então, aproveitou para conhecer a Catedral pela primeira vez. “Amei, é muito bonita”, disse a professora emocionada. Os dois são católicos, mas não se consideram praticantes. “Respeito todas as religiões e frequento a missa quando sinto vontade. É emocionante, quando temos um pouco de sensibilidade, sentimos essa conexão com Deus”, emendou Jânio.

Programação

Manhã

8h - Animação para Missa das Crianças — Altar no canteiro central da Esplanada
8h30 - Santa Missa de Nossa Senhora Aparecida para as Crianças
» Ao final da Missa: coroação de Nossa Senhora feita pelas crianças.
» Logo após a Missa: festival de sorvete com sorteio de brinquedos

Tarde

13h - Oração do Ofício de Nossa Senhora.
14h - Oração do santo terço
15h - Homenagem dos Jovens a Nossa Senhora.
16h - Animação e preparação para a Santa Missa
17h - Missa Solene
18h30 - início da Procissão das Velas com as três paradas para bênçãos

» Ao final da procissão: benção final no Altar Central

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade