Publicidade

Correio Braziliense

Passageiros da Rodoviária estão confusos após interdição de parte do local

O governo decidiu isolar uma área de 2,4 mil metros quadrados que vai do conjunto de escadas próximo à Esplanada dos Ministérios até as catracas de acesso ao BRT, após trabalhadores de uma empresa terceirizada pela operadora Vivo romperem 10 cabos de sustentação da estrutura


postado em 11/10/2018 09:54 / atualizado em 11/10/2018 16:04

Passageiros da área isolada pelo governo teve dificuldade em encontrar novo local de embarque(foto: Caroline Cintra/Especial para o Correio)
Passageiros da área isolada pelo governo teve dificuldade em encontrar novo local de embarque (foto: Caroline Cintra/Especial para o Correio)

Na Rodoviária do Plano Piloto a quinta-feira (11/10) começou confusa para os passageiros afetados pela alteração do local de embarque, após parte do terminal ter sido interditado no fim da tarde de quarta(10). O governo decidiu isolar uma área de 2,4 mil metros quadrados, que vai do conjunto de escadas próximo à Esplanada dos Ministérios até as catracas de acesso ao BRT, após trabalhadores de uma empresa terceirizada pela operadora Vivo romperem 10 cabos, de um total de 60, que sustentam a estrutura.  

 
A auxiliar administrativa Dayse Duarte, 24 anos, é uma delas. A jovem teve dificuldade em encontrar o novo local de partida para São Sebastião. Segundo ela, quase não se tem informação sobre as mudanças e, desde cedo, a Rodoviária está uma bagunça. "Depois de muito tempo eu consegui encontrar a minha fila. Agora está mais tranquilo", contou.
 
Por causa do isolamento, quatro linhas sofreram alterações no local de embarque. Os itinerários 0.620 e 620.1, que ligam Planaltina a Brasília, terão local de embarque ao lado da plataforma superior, próximo ao Teatro Nacional; e as linhas 22.02 e 23.02, do BRT, com sentido ao Gama e Santa Maria serão alteradas para o Eixinho W, entre o Conjunto Nacional e o Conic. 

 

De acordo com alguns fiscais, que não quiseram se indentificar, desde cedo a população está perdida e a todo hora chega alguém com dúvida de onde pegar o ônibus.

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade