Publicidade

Correio Braziliense

Adolescente é morto por colega de quarto em Unidade de Internação

A vítima chegou a ser reanimada, mas teve uma parada cardiorrespiratória e morreu a caminho do hospital


postado em 12/10/2018 18:34 / atualizado em 12/10/2018 18:34

(foto: Denio Simoes/ GDF)
(foto: Denio Simoes/ GDF)

Um adolescente foi enforcado por um colega de quarto na Unidade de Internação São Sebastião. O crime aconteceu nesta sexta-feira (12/10), em um alojamento no módulo 4 do prédio.
 
O autor do homicídio foi levado para a Delegacia da Criança e do Adolescente, onde presta esclarecimentos. Ainda não se sabe o que motivou o crime. O Ministério Público, a Vara da Infância e Juventude e a Defensoria Pública também foram acionados. A Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude confirmou a morte do interno.
 
"A unidade está superlotada, e havia dois adolescentes no quarto, quando deveria ter apenas um, segundo a própria legislação. Em um local que deveria ter 90 internos, hoje tem 160. A situação fica pior porque não há efetivo de agentes suficiente, falta  rádios para chamar o socorro e de veículos adequados para atender os jovens", afirmou o presidente do Sindicato dos Servidores da Carreira Socioeducativa (Sindsse), Walter Marques.  
 
A Secriança, no entanto, nega a superlotação e garante que os quartos acomodam dois internos. Ao todo, há 110 na unidade, que tem capacidade para 120, segundo a pasta. Informou ainda que o efetivo estava completo no momento do assassinato.

Quanto ao atendimento ao adolescente, a pasta disse que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a socorrer o jovem, conseguindo reanimá-lo. No entanto, ele teve uma parada cardiorrespiratória na ambulância e morreu a caminho do hospital. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade