Publicidade

Correio Braziliense

Jovem morre baleado na UnB durante festa na madrugada

Vítima, identificada por testemunhas como Renan, levou vários tiros no rosto no estacionamento da Faculdade de Direito, onde acontecia uma festa sem conhecimento da PM


postado em 02/11/2018 07:24 / atualizado em 02/11/2018 09:41

Testemunhas relataram que três suspeitos participaram do crime (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Testemunhas relataram que três suspeitos participaram do crime (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

 
O estacionamento da Faculdade de Direito da UnB foi palco de um assassinato na madrugada desta sexta-feira (2/11). Um homem, identificado como Renan Rafael da Silva Barbosa, 19 anos, foi encontrado morto com diversos tiros no rosto no local, que sediava uma festa. A Polícia Militar recebeu um chamado de um suposto espancamento no campus e foi até lá, mas não encontrou suspeitos. A vítima morava em São Sebastião e não era estudante da faculdade.

A Polícia Civil também foi acionada e fez a perícia para investigar o caso. Testemunhas contaram a PM que três indivíduos abordaram a vítima e um deles efetuou cerca de três disparos. Com o homem baleado já caído, o atirador ainda disparou mais uma vez. Militares do Corpo de Bombeiros também atenderam a ocorrência, mas Renan já estava morto quando os socorristas chegaram.

Na calçada, garrafas de bebida e muito sangue(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Na calçada, garrafas de bebida e muito sangue (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O caso é investigado pela 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), sob o comando do delegado Laércio Rossetto, que comentou o crime. "Em tese, de três a quatro pessoas participaram deste assassinato. Uma delas efetuou os disparos e outra ainda chutou a cabeça da vítima depois dela cair no chão, para garantir o óbito."

Ainda segundo o delegado, as investigações já começaram: "Estou com policiais nas ruas nesta manhã, ouvindo testemunhas, colhendo depoimentos e analisando imagens de câmeras de segurança", contou. Até o momento, ninguém foi preso. 

O crime aconteceu por volta das 3h10, no estacionamento do Núcleo Darcy Ribeiro. Relatos colhidos pela investigação também apontam que os suspeitos esvaziaram os bolsos da vítima antes de fugirem, mas ainda não é possível saber qual a motivação do assassinato.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade