Publicidade

Correio Braziliense

Vídeo: motorista invade calçada, atropela mulher e foge sem prestar socorro

Fato ocorreu em Vicente Pires. A vítima foi internada com ferimentos nas duas pernas. Motorista foi identificado e se comprometeu a comparecer à delegacia


postado em 09/11/2018 12:54 / atualizado em 09/11/2018 16:37

A vítima foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e depois levada para o Hospital Regional de Ceilândia(foto: CBMDF/Divulgação)
A vítima foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e depois levada para o Hospital Regional de Ceilândia (foto: CBMDF/Divulgação)

A imprudência do motorista de uma caminhonete por pouco não terminou na morte de uma pedestre na tarde de quinta-feira (8/11), em Vicente Pires. O condutor, de 39 anos, subiu em uma calçada na rua 7/8 da cidade, atingiu uma mulher e deixou o local logo após o incidente. Ele nem sequer desceu do veículo para prestar socorro. Uma câmera de segurança registrou o atropelamento (veja as imagens abaixo, que trazem uma cena forte).

A vítima, identificada como Márcia Sueli Alves Bonfim Meira, 39, foi socorrida por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros. Ela precisou ser transferida para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), onde está internada com suspeita de fraturas nas duas pernas. Até a última atualização desta reportagem, ela esperava por uma cirurgia no joelho direito.



Motorista identificado

De acordo com informações da Polícia Civil, a caminhonete não pertence ao motorista que atropelou Márcia Sueli. Ainda na quinta-feira, agentes da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) localizaram o proprietário do veículo, em Ceilândia. Ele disse aos policiais que o homem em questão é um funcionário da sua empresa e dirige a caminhonete durante o expediente de trabalho.

Os investigadores também se deslocaram à casa do motorista, mas ele não estava no local. Segundo a polícia, o homem se encontra em situação de flagrante. O Certificado de Registro de Veículo (CRV) da caminhonete e a carteira de identidade do condutor foram apreendidos pela corporação.

O advogado do motorista entrou em contato com a delegacia. Ele se comprometeu em apresentar o condutor à 38ª DP na tarde desta sexta-feira (9/11) para submetê-lo ao teste de alcoolemia e prestar os devidos esclarecimentos do ocorrido. A polícia ainda não sabe se o homem estava embriagado no momento do atropelamento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade