Publicidade

Correio Braziliense

Idoso de 80 anos morre após ser agredido durante assalto dentro de casa

O crime aconteceu em 22 de novembro. Os criminosos fugiram com R$ 44 mil em dinheiro, televisores e computadores


postado em 04/12/2018 12:36 / atualizado em 04/12/2018 13:04

(foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)
(foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)

Um idoso de 80 anos morreu após ter sido agredido dentro da própria casa durante um roubo. O caso aconteceu em 22 de novembro por volta das 23h30, quando três suspeitos armados entraram na residência da vítima, localizada em Sobradinho II. Altair Pereira da Silva ficou internado no Instituto Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã desta terça-feira (4/12).  

De acordo com informações da Polícia Civil, os acusados entraram na residência armados com revólver, barra de ferro e uma faca. Eles cortaram a cerca da casa para invadi-la. Os criminosos fugiram com R$ 44 mil em dinheiro, televisores e computadores.  

Altair e a esposa, de 65 anos, foram agredidos. Ele sofreu golpes na cabeça e mão esquerda e foi ameçado de morte durante o roubo. Os suspeitos ainda tentaram levar outros bens da casa, os colocando em um veículo da família, porém, o carro não funcionou e os bandidos decidiram fugir.  

A resdiência ficou revirada, com as portas da cozinha e quarto arrombadas. O crime foi registrado na 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) como tentativa de latrocínio e roubo a residência. Agora, com a morte de Altair, o caso está sendo tratado como latrocínio. A 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) está à frente das investigações.  

Luto 

O filho da vítima, Rogério Pereira da Silva, 36, ressalta que quer justiça. De acordo com ele, o pai ficou muito machucado. “No dia do crime, ele foi para o Hospital Regional de Sobradinho (HRS), recebeu atendimento e voltou para casa. Porém, no outro dia, vi que ele ainda estava mal e o encaminhamos ao Hospital de Base. Lá, ele piorou, teve infecção e acabou falecendo esta manhã”, conta.  
 
De acordo com o filho, o pai não fazia mal para ninguém e que era pioneiro em Sobradinho. “Ele veio de Paracatu (MG) e estava em Brasília há mais de 50 anos. Era formado em contabilidade”, lamenta. Agora, Rogério diz que quer repostas da polícia sobre o crime. O velório de Altair está agendado para às 11h desta quarta-feira (5/12), na capela 3 do Cemitério de Sobradinho. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade