Publicidade

Correio Braziliense

Suspeito de matar professora durante assalto é preso em Ceilândia

Cleiton Galdêncio de Souza seria o autor do disparo que tirou a vida da professora da rede pública Symone Gomes de Araújo, em outubro


postado em 04/12/2018 20:44 / atualizado em 04/12/2018 20:44

Symone Gomes de Araújo morreu após ser atingida com um tiro no peito (foto: Arquivo Pessoal )
Symone Gomes de Araújo morreu após ser atingida com um tiro no peito (foto: Arquivo Pessoal )

A polícia prendeu temporariamente Cleiton Galdêncio de Souza, 20 anos, por participação no latrocínio (roubo com morte) da professora Symone Gomes de Araújo, 48. O crime ocorreu em 28 de outubro, quando a vítima chegava em casa com a namorada, na QNM 20, em Ceilândia. O comparsa do suspeito, Walisson dos Santos Batista, vulgo "Ratinho", está foragido. 

 

À época, a dupla levou um dos carros da vítima e o abandonou na Chácara 84 Setor Habitacional Sol Nascente, também na região administração. Agentes da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro) encontraram o veículo em 29 de outubro. O automóvel foi encaminhado para perícia. 

 

Com a análise do carro e por meio de denúncias anônimas, houve a identificação dos supostos criminosos. Cleiton está preso desde 30 de novembro, quando foi encontrado na QNM 5, em Ceilândia Norte. Ele nega participação no assassinato, como explica o delegado-chefe André Leite. 

 

"Ele diz que apenas furtou o carro quando ele estava abandonado. Contudo, câmeras de segurança da delegacia filmaram Cleiton se desfazendo de um bilhete. No papel havia um recado para o comparsa. Ele queria que combinassem a versão do furto para enganarem a polícia", afirma o delegado. 

 

Embora o jovem mantenha a versão de furto, partes da história são confusas, como delimita André Leite. "Em um momento ele diz que pegou os objetos no carro sozinho. Depois, que estava com o Walisson. Em uma terceira história, afirmou conhecer o comparsa, mas não estar com ele quando ocorreu o assalto. Além das provas, o depoimento contraditório indica que ele está envolvido no crime", finaliza. 

 

Quem tiver quaisquer informações sobre Walisson dos Santos Batista, o "Ratinho", pode entrar em contato anonimamente com a Polícia Civil pelo 197. O jovem é morador do Setor Habitacional Sol Nascente. 

O crime 

Symone e a namorada estacionavam os veículos delas na garagem da residência quando a dupla de criminosos surgiu. A professora se assustou com a presença dos homens e levou um tiro no peito, como explicou o delegado André Leite, quando ocorreu o crime. 

 

"Elas iam trocar a ordem dos carros. Nesse momento, a companheira dela foi abordada por dois homens armados. Quando a professora viu a movimentação, saiu para entender o que acontecia e, nesse momento, foi baleada”, disse. A dupla entrou no carro dela, um Fiat Palio vermelho, e fugiu. 

 

A vítima foi socorrida e levada para Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Entretanto, ela não resistiu aos ferimentos e morreu. O velório ocorreu em Arraias (TO), cidade natal dela. Symone era professora de educação física do Centro de Ensino Especial de Taguatinga.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade