Publicidade

Correio Braziliense

Plano Piloto sedia, pela primeira vez, a Folia de Reis

A festividade de raízes ibéricas será realizada, pela primeira vez, no Plano Piloto. De hoje a sábado, apresentações, musicais, danças populares e cânticos movimentarão o Parque da Cidade


postado em 06/12/2018 06:00

(foto: Luiz Fernandes/Divulgação )
(foto: Luiz Fernandes/Divulgação )


Manifestação cultural ligada à celebração do Natal, que une crença religiosa e festividade, a Folia de Reis, originária da Península Ibérica, foi trazida para o Brasil pelos colonizadores portugueses. Aqui, ganhou força no século 19 e prosperou em pequenas cidades dos estados de Minas Gerais, da Bahia, do Espírito Santo e de Goiás. Na região onde viria a ser o Distrito Federal, a folia também existia, há muito tempo, antes mesmo da inauguração de Brasília.

Desde então, na capital, essa tradição caracterizada por cânticos, melodias e ritos que anunciam o nascimento do menino Jesus e a peregrinação dos Reis Magos vem sendo cultuada e passada de geração para geração. Locais como Brazlândia, Planaltina, Gama, Ceilândia e São Sebastião mantêm o legado histórico e guarda os saberes, transmitidos pelos guias aos foliões mais novos.

Evento que ocorre há 18 anos, o Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal ocupará, de hoje a sábado, o Pavilhão do Parque da Cidade. Pela primeira vez, a secular celebração religiosa será realizada no Plano Piloto. “As 10 primeiras edições foram na Granja do Torto. A partir de 2011, o encontro passou a ser itinerante. Estivemos em Planaltina, Brazlândia, São Sebastião, no Gama e duas vezes em Ceilândia”, lembra Volmi Batista, curador e coordenador-geral do encontro promovido pelo Clube de Violeiro e pela VBS Produções. “Neste ano, vamos homenagear o mestre Badia Medeiros, morto em 3 de novembro último, aos 82 anos. Morador de Formosa, cantador, violeiro e dançador de lundu, ele foi um dos responsáveis por manter viva essa manifestação popular no DF.”

Reis Magos

Hoje, às 18h, haverá a abertura da programação, com o Terço Rezado e a chegada dos Três Reis Magos. Na sequência, se apresentará Di Paullo & Paulino, dupla mineira radicada em Goiânia, que tem trajetória vitoriosa na música sertaneja tradicional. “Vamos levar o show no qual faremos uma retrospectiva de nossa carreira”, anuncia Di Paullo.

Ele adianta que, do repertório, constam desde a folia de reis Bom Jesus de Nazaré, gravada com Irmãs Freitas, também de Goiânia, até Estrelinha, “faixa do nosso DVD lançado no primeiro semestre, que cantamos com Marília Mendonça. Esta música, o nosso novo sucesso, teve 51 milhões de visualizações”, festeja.

Outras atrações são os shows dos mineiros-brasilienses Zé Mulato & Cassiano — única dupla que tomou parte em todas as edições do evento — e da paulista Leyde & Laura, amanhã; dos brasilienses Vanderley & Valtency e das Irmãs Freitas, no sábado. No domingo, às 13h, apresenta-se a dupla goiana André & Andrade (veja Programe-se).

São destaques também os grupos Menino Jesus (Brazlândia), Unidos da Fé (Planaltina), Saudade do Interior (São Sebastião), Minas Brasília (Gama), Irmãos Vieira (Novo Gama), João Timóteo (Ceilândia) e o representante do Lago Oeste. De fora do DF, virão grupos de Formosa, Cristalina e Niquelândia (GO); de Unaí, Coromandel, Vazante, Patos de Minas e São Francisco (MG); de Palmas (TO); e de Baianópolis (BA).

Um dos fundadores do Folia de Reis Minas Brasília, Carlos Orestes, 53 anos, de Patos de Minas e radicado no Gama há quatro décadas, ele diz que o grupo conta com 11 componentes. “O encontro é importante sob vários aspectos, mas, no meu ponto de vista, o mais relevante é fortalecer a identificação com essa manifestação da cultura popular. Para nós, é um orgulho ter participado de todas as edições do evento” celebra.

Programe-se

A festividade ocorrerá no Pavilhão do Parque da Cidade

Hoje, 6 de dezembro
» Às 18h — Chegada dos Três Reis Magos e Terço Rezado
» Às 19h — Jantar dos foliões e Bendito de Mesa (canto de agradecimento)
» Às 20h — Encontro das Bandeiras e apresentação das folias de reis e danças populares
» Às 21h — Abertura oficial, com a presença de autoridades
» Às 22h — Shows de Dyego & Gustavo e Di Paulo & Paulino

Amanhã, 7 de dezembro
» Às 8h — Café da manhã dos foliões
» Às 9h — Giro das folias, pela Secretaria de Cultura, pela Câmara Legislativa, pelo Palácio do Buriti e pela Catedral
» Às 12h — Almoço e shows com foliões e os violeiros Jacarandá e Braúna
» Às 14h — Giro das folias e visita das folias a órgãos públicos e casas dos moradores
» Às 18h — Jantar dos foliões e Bendito de Mesa (canto de agradecimento)
» Às 19h — Apresentação de grupos de folias de reis e danças populares
» Às 22h — Shows de Idelbrando & Barcellus, Rener & Cabral, Leyde & Laura, Zé Mulato & Cassiano

Sábado, 8 de dezembro
» Às 8h — Café da manhã dos foliões
» Às 9h — Roda de Prosa
» Às 12h — Almoço e shows com foliões e os violeiros Ânderes & Fernandes
» Das 14h às 16h — Espaço interatividades, oficina de ritmos caipiras e técnicas de viola, com Onício Rosa, além de oficina de teatro popular, com a Cia. Burlesca
» Às 16h — Apresentação de grupos de folias de reis e danças populares
» Às 18h — Jantar dos foliões
e canto de agradecimento, com Bendito de Mesa
» Às 22h — Shows das duplas de violeiros Macedo & Mariano, Ênio Lima & Gustavo Neto, Sinval Gomes & Diamantino, Vanderlei & Valtency e Irmãs Freitas

Domingo, 9 de dezembro
» Às 8h — Café da manhã dos foliões
» Às 9h — Missa sertaneja
» Às 11h — Apresentação de quatro grupos de folias de reis, danças populares e shows de Thiago Henrique, Moisés Mozer, Luiz Borges e Reinaldo Cordeiro
» Às 12h — Almoço dos foliões e Bendito de Mesa (canto de agradecimento)
» Às 13h — Show de encerramento, com André & Andrade

Atrações diárias e permanentes
» Barracas de comidas típicas
» Feira de artesanato
» Presépio
» Cantorias, rezas e terços a cargo dos foliões
» Exposição fotográfica em homenagem ao mestre Badia Medeiros

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade