Publicidade

Correio Braziliense

Novembro termina com queda nos números de crimes contra o patrimônio no DF

Balanço feito pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social mostram que houve uma redução de 22% na quantidade de delitos em relação a novembro de 2017. Mortes violentas também diminuíram


postado em 06/12/2018 12:38 / atualizado em 06/12/2018 14:22

As estatísticas do balanço da segurança referentes ao mês de novembro foram apresentados pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (6/12)(foto: Augusto Fernandes/Esp. CB/D.A Press)
As estatísticas do balanço da segurança referentes ao mês de novembro foram apresentados pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (6/12) (foto: Augusto Fernandes/Esp. CB/D.A Press)

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) apresentou, na manhã desta quinta-feira (6/12), as estatísticas do balanço da segurança referentes ao mês de novembro. Dos números divulgados, o total de crimes contra o patrimônio registrou queda quando comparado ao mesmo mês de 2017. De acordo com o levantamento da pasta, a redução foi de 22%.

 

As ocorrências de crimes contra o patrimônio, como roubo a pedestre, roubo de veículos, roubo em transporte coletivo, roubo em comércio, roubo em residência e furto em veículo, chegaram a 4.046 no mês passado. Destes, apenas roubo em comércio apresentou números superiores a novembro de 2017: 158 contra 156. Contudo, de forma geral, o total de crimes no mês do ano passado foi de 5.187.

 

No acumulado do ano, 2018 também tem estatísticas inferiores a 2017. Entre janeiro e dezembro deste ano, a SSP/DF contabilizou 47.615 delitos contra o patrimônio, enquanto no mesmo período de 2017 o número chegou a 55.439. "A partir dos registros dos crimes, conseguimos apontar os locais onde existem o maior número de delitos e montar estratégias para evitar a ocorrência de mais crimes", analisou o secretário da Segurança Pública e da Paz Social, Cristiano Sampaio.

 

Outra baixa foi na quantidade de crimes contra a vida, que caíram 30% em relação a novembro do ano passado. No último mês, houve 35 crimes violentos letais intencionais, como homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Em novembro de 2017, foram 50. No ano inteiro, já são 447 delitos, contra 494 entre janeiro e novembro de 2017.

 

"Montamos no início do ano uma câmara temática dentro da secretaria para monitorar, principalmente, os homicídios no DF. Desde então, as intervenções da pasta estão contribuindo para a redução desses números, sobretudo nas regiões administrativas com mais casos", disse o secretário-adjunto da SSP/DF, Alessandro Moretti.

 

Rollemberg avalia gestão

 

O governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg, também participou da coletiva nesta manhã. Ele destacou o trabalho feito pelas forças de segurança de Brasília no objetivo de reduzir as estatísticas criminais durante o período do seu mandato. "Se relacionarmos com os mesmos indicadores de 2014, nesta gestão, 785 vidas foram preservadas. No trânsito, tivemos 416 mortes evitadas no acumulado de 2015 a 2018, se comparado ao período referente, de 2011 a 2014", frisou.

 

O chefe do Executivo local ainda desejou sorte ao governador eleito, Ibaneis Rocha. "O Distrito Federal, agora, é a terceira unidade da Federação com a menor incidência de homicídios, de acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2018. Que o próximo governo tenha o mesmo sucesso na redução dos índices de criminalidade e, inclusive, que supere as metas que forem estabelecidas", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade