Publicidade

Correio Braziliense

Empreendedorismo feminino é pauta em debate do Sebrae na Asa Sul

As palestras ocorrem na tarde de hoje (7/12), na sede da instituição e conta com a participação de mulheres que lideram negócios de sucesso


postado em 07/12/2018 13:08 / atualizado em 07/12/2018 16:41

Empreendedorismo feminino é tema de debate no Sebrae Nacional(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
Empreendedorismo feminino é tema de debate no Sebrae Nacional (foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
 
A participação feminina no universo do empreendedorismo será debatida no encontro Mulheres Inspiradoras e Suas Realizações. Promovido pelo Sebrae Nacional, o evento gratuito ocorre nesta sexta-feira (7/12), a partir das 16h, na sede do instituto, localizado na quadra 605, Asa Sul. 

Junto ao encontro, será lançado o projeto piloto Nacional Sebrae de Empreendedorismo Feminino, que percorrerá outras nove unidades da federação. O foco é fomentar as atividades de negócios gerenciados por mulheres.

Todos os programas privilegiam o tema feminino. As palestras contam com a presença de mulheres empreendedoras de sucesso, como as empresárias Camila Farani, do Shark Tank Brasil, e Janete Vaz, cofundadora do Laboratório Sabin. 

A idealizadora do debate, Fabiane Crispim explica que o objetivo é mostrar às mulheres que existem alternativas para expandirem sua renda, além de promover networking entre as participantes. "Este evento exalta o protagonismo feminino nos negócios e abre espaço para o projeto que impulsionará um mercado de trabalho cada vez mais feminino", conta. 

O Sebrae tem mantido ações que estimulam a participação feminina no mercado. Em agosto, o instituto assinou a Carta dos Princípios do Empoderamento Feminino, documento elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelo Pacto Global das Nações Unidas, que propõe às empresas e demais organizações se esforcem para fortalecer a presença feminina nos negócios. 

As informações sobre o evento estão disponíveis no site do Sebrae (www.df.sebrae.com.br) e, para quem tiver dúvidas, há o número da central de atendimento da instituição, 0800 570 0800. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade