Publicidade

Correio Braziliense

Posses de Bolsonaro e Ibaneis mudam trânsito a partir de sábado; veja mapa

Na madrugada de sábado (29/12) o trânsito na Esplanada dos Ministérios já será interditado para as operações de organização do evento


postado em 28/12/2018 06:00 / atualizado em 28/12/2018 15:10

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Os preparativos para a posse presidencial começam a mudar a rotina dos brasilienses. Na madrugada de sábado (29/12), o trânsito na Esplanada dos Ministérios já será interditado para as operações de organização do evento, que vai mobilizar um sistema de segurança inédito na capital federal. Barricadas e cercas de metal estão sendo montadas e policiais têm circulado o local com mais frequência. A intenção é evitar um novo ataque ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e às autoridades presentes.

As forças de segurança, tanto distritais quanto federais, atuam de forma integrada. As operações e preparativos serão intensificados a partir de amanhã e continuarão até o encerramento do evento político, marcado para 1º de janeiro e que deve receber entre 250 mil e 500 mil pessoas, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP-DF).

Além das polícias Federal, Militar e Civil, compõem esse grupo o Exército, o Corpo de Bombeiros e o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF). O monitoramento e a coordenação das atividades estão a cargo do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), ligado à SSP-DF. Também será criada a Cidade Policial, espaço instalado próximo ao Museu da República e que servirá de ponto de apoio a profissionais de todos os órgãos de segurança envolvidos.

Quatro linhas de revistas serão montadas a partir da Rodoviária do Plano Piloto, com fiscalização manual. Detectores de metais também serão usados, aleatoriamente, ao longo do percurso. Segundo o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), só será permitida a entrada com frutas e pacotes de biscoitos. Barracas com água estarão espalhadas ao longo da Esplanada e banheiros químicos, à disposição do público. Entre os objetos restritos durante a solenidade estão guarda-chuva, carrinhos de bebês, fogos de artifício e bolsas e mochilas (veja lista abaixo).

Foram instalados ainda bloqueadores de aparelhos controladores de drones e de objetos que operem com frequência clandestina. Esses aparelhos não devem afetar, no entanto, o uso de celulares.

Delegacias próximas ao local terão reforço. Mais investigadores serão disponibilizados para a 1ª, 2ª e 5ª delegacias de Polícia, além das especializadas da Criança e do Adolescente e da Mulher. Na Esplanada atuarão mais de 2,6 mil policiais militares, 36 agentes de trânsito e mais de 350 militares do Corpo de Bombeiros.

Mudanças no trânsito começam no sábado

Na madrugada deste sábado, as vias N1 e S1 serão interditadas para o tráfego de veículos. Os pedestres ainda poderão circular livremente. No domingo, porém, a N2 e a S2 também ficarão fechadas, o que limitará o acesso à Esplanada dos Ministérios apenas às pessoas credenciadas.

No dia da posse, mais vias passarão por interdição. Parte da L4 será bloqueada, entre a Vila Planalto e a Procuradoria-Geral da República (PGR), sentido Saída Sul. O tráfego estará liberado no sentido inverso. O ponto de acesso da Ponte JK até a L4 também permanecerá interditado. A orientação é de que os condutores sigam pelo Setor de Clubes Sul. O acesso ao Buraco do Tatuí, próximo ao Museu da República, não estará liberado (confira mapa abaixo).

Vias que serão interditadas no dia da posse:

(foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)
(foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)
 

O cronograma de Bolsonaro

O presidente eleito sai da Granja do Torto por volta das 14h e, de lá, deve seguir para a Catedral Metropolitana de Brasília, onde haverá culto ecumênico. O cortejo passará pelo Congresso Nacional, onde ocorrerá a troca de faixa. Em seguida, Bolsonaro irá ao Palácio do Planalto e o encerramento da cerimônia está previsto para as 18h30, no Itamaraty. Três telões serão instalados ao longo da Esplanada para transmitir o evento (veja mapa abaixo).

Ontem, placas de concreto começaram a ser instaladas próximo à Rodoviária do Plano Piloto. Elas ficarão espalhadas ao longo da Esplanada para impedir que veículos invadam o gramado durante a posse presidencial. O trânsito de veículos permanecerá inalterado nos Eixos Norte e Sul, por isso, o Eixão do Lazer, tradicional aos domingos e feriados, não será realizado.

Além do plano de segurança e trânsito, os presentes na posse contarão com esquema para emergências médicas. Ao todo, 70 profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estarão de plantão, com técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos e coordenadores de área. Um posto móvel de regulação e uma unidade de atendimento a múltiplas vítimas serão instalados. A operação prevê ainda a presença de transporte aeromédico.
 
(foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)
(foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)
 
 

Posse de Ibaneis será de manhã 

A cerimônia de posse de Ibaneis Rocha (MDB) no Governo do Distrito Federal também alterará o trânsito. A solenidade começa às 8h, com missa no Santuário Dom Bosco. Nesse momento, não haverá mudanças nas vias, mas a recomendação é de que os motoristas fiquem atentos à movimentação. Às 9h30, o novo governador seguirá para a Câmara Legislativa do DF. A faixa da direita da Epig, pista que dá acesso ao Eixo Monumental e passa ao lado do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), será usada exclusivamente para os participantes do evento. Em seguida, a cerimônia prossegue no Palácio do Buriti e haverá uma interdição na via S1, em frente à CLDF.

Enquanto ocorre a troca de faixas entre Rodrigo Rollemberg (PSB) e Ibaneis, no Palácio do Buriti, o trânsito na via N1 ficará totalmente bloqueado em frente à sede do Executivo local. O Detran-DF desviará o tráfego para a lateral do Tribunal de Contas do DF (TCDF) e seguirá pela pista atrás do Palácio do Buriti, que terá o sentido único invertido. Depois, os veículos serão guiados em direção à Terracap, retornando para a via N1.

Proibição para ambulantes

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O forte efetivo de segurança mudará a rotina dos ambulantes que atuam no local há anos e que já tiveram a permissão de venderem seus produtos em outras trocas de faixas presidenciais. Dessa vez, a entrada não está autorizada. Gil Rodrigues de Araújo, 65 anos, vende seus produtos há 19 anos e conta que trabalhou nas posses de Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma e nunca viu um sistema de segurança tão restritivo. “Como está todo mundo proibido, não tem o que fazer, então, não vou ter nenhuma renda nesse dia. Vou descansar, mas o dia que eu teria uma oportunidade para ganhar um pouco mais seria este.”

Confiante, Maria Odete Silva, 49, é dona do quiosque Churros da Odete, na Rodoviária do Plano Piloto e, ao contrário dos ambulantes, pretende abrir no dia da posse. A previsão é vender bem mais do que o usual. “Estão esperando centenas de milhares de pessoas, então, acredito que vá ter um movimento grande, sim. Além disso, como não vai poder entrar ambulantes, muitos devem vir se concentrar aqui”, acredita a comerciante.

Orientações para a posse na Esplanada

Onde estacionar
» Setores de Autarquia Sul e Norte
» Setores Bancário Sul e Norte
» Setores de diversão Sul e Norte
» Plataforma superior da Rodoviária de Brasília
» Shoppings Conjunto Nacional e Conic
» Estádio Nacional de Brasília e Ginásio Nilson Nelson

Objetos proibidos
» Bebidas alcoólicas
» Garrafas
» Guarda-chuva
» Fogos de artifício
» Apontadores laser
» Animais
» Bolsas e mochilas
» Sprays
» Máscaras
» Produtos inflamáveis
» Armas de fogo
» Objetos cortantes
» Drones
» Carrinhos de bebê

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade