Publicidade

Correio Braziliense

Em Brasília para a posse, turistas aproveitam para conhecer a capital

A expectativa é de que o público chegue a 500 mil na Esplanada dos Ministérios, o que representaria um recorde


postado em 29/12/2018 08:00 / atualizado em 28/12/2018 23:49

Aline Almeida hospedou a prima Jupira da Cruz em casa, em Sobradinho: passeio para conhecer a cidade(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Aline Almeida hospedou a prima Jupira da Cruz em casa, em Sobradinho: passeio para conhecer a cidade (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

A próxima semana promete ser uma das mais agitadas do Distrito Federal. Além do Natal e do réveillon, a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), em 1º de janeiro, deve atrair milhares de pessoas à capital. A expectativa é de que o público chegue a 500 mil na Esplanada dos Ministérios, o que representaria um recorde. Nos pontos turísticos, como a Catedral de Brasília e o Memorial JK, a circulação de pessoas é intensa.

Muitos chegaram com antecedência e aproveitaram para curtir as festas de fim de ano na cidade. Esse é o caso da aposentada Jupira da Cruz, 64, que veio ao DF pela primeira vez. Moradora do Rio de Janeiro, ela está hospedada na casa da prima Aline Almeida, 39, que mora em Sobradinho. Jupira chegou em 20 de dezembro ao DF e vai retornar ao Rio em 3 de janeiro.

Anderson Louvera veio do Rio com a mulher e o filho, mas teme que o tempo atrapalhe a ida ao evento oficial(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Anderson Louvera veio do Rio com a mulher e o filho, mas teme que o tempo atrapalhe a ida ao evento oficial (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 
“Além de passar o Natal e o réveillon aqui, estou ansiosa para participar da posse. Vi que estão montando um bom esquema de segurança e isso passa tranquilidade para quem vai prestigiar o presidente”, comenta. Como turista, a mulher achou a cidade calma e organizada. “Aqui, tudo é muito bonito. As cidades são arborizadas. Estou acostumada com a agitação do Rio, por isso achei tudo muito calmo”, diverte-se.

A família de Elaine Cristina Félix, 42, também veio à capital neste fim de ano e vai comparecer à posse de Jair Bolsonaro. “Vim inúmeras vezes a Brasília, mas esta é a primeira vez que vou assistir à posse. Sou de Fortaleza, que é muito diferente daqui. Porém, gosto muito do DF, em especial, do clima”, ressalta. Para ela, participar do evento é um momento importante para a população e para o país. “Espero que ele faça um bom governo e que seja um presidente bom para todos”, comenta.

Com os filhos e o marido, Elaine se juntará a mais familiares para prestigiar a posse. “Ainda estamos montando a logística de como vamos fazer. Temos que pensar em transporte e em todo o resto”, afirma. Para ela, a solenidade também pesou na hora de escolher o destino da viagem. “Tenho tios e primos que moram aqui. Acabou que juntamos o pacote completo: Natal, réveillon e a posse”, brinca.
 
O comerciante Juvenal de Sousa Rodrigues vende itens verde-amarelos e com o rosto de Jair Bolsonaro(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O comerciante Juvenal de Sousa Rodrigues vende itens verde-amarelos e com o rosto de Jair Bolsonaro (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 

Chuva

O advogado Anderson Louvera, 39, veio ao Distrito Federal para comemorar as festas de fim de ano e participar da posse presidencial. No entanto, a chuva está desanimando o morador do Rio de Janeiro. “Vim com minha esposa e meu filho, de 7 anos. Sabemos que estará muito lotado e, com chuva, não sei se vamos encarar, ainda mais porque vamos sair com uma criança”, lamenta.

Mesmo na dúvida se vai para a posse, o advogado não deixa de aproveitar a cidade, que está conhecendo pela primeira vez. “Aqui, tudo é bem dividido. Os acessos são fáceis, o trânsito é tranquilo. Estamos na Asa Norte, que é perto de tudo”, comenta. Anderson está na casa de familiares e deve ficar até 2 de janeiro. “Gostaria muito de ir à posse, mas vamos aguardar como o tempo vai ficar. Espero que o sol abra.”

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de que o tempo se mantenha chuvoso durante a posse presidencial. “A expectativa é de chuva. Além disso, não descartamos a possibilidade de precipitações mais fortes, principalmente no período da tarde (horário em que a posse deve começar)”, ressalta a meteorologista Naiana Araújo.

A especialista explica que o fenômeno ocorre porque há um canal de umidade atuando em cima da cidade. “A temperatura mais elevada que estamos enfrentando, junto à umidade, ocasiona a formação de chuvas”, comenta. Em um cenário mais positivo, Naiara afirma que existe a possibilidade de o sol abrir, mas que a tendência é de que as chuvas comecem a cessar apenas a partir de 3 de janeiro.
 
A família de Elaine Cristina Félix vai comparecer à troca de faixa presidencial no primeiro dia do ano(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
A família de Elaine Cristina Félix vai comparecer à troca de faixa presidencial no primeiro dia do ano (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 

Comércio 

Por causa da posse, itens verde-amarelos, marca da campanha de Bolsonaro, voltam a surgir no comércio do Distrito Federal. Ambulantes vendem camisetas com o rosto dele ou com frases ditas durante a campanha. Juvenal de Sousa Rodrigues, 60, vende bandeiras e camisetas do Brasil, além de itens personalizados sobre o presidente. “Está tudo fora de estoque. Estamos aguardando uma encomenda para hoje, mas elas estão durando pouco”, garante.

O comerciante ainda destaca que a grande presença de turistas na cidade fez com que o comércio melhorasse. “Muita gente veio de fora e se  esqueceu de trazer as camisetas que usaram durante as eleições. Por isso, estão nos procurando”, comenta. Juvenal vende os itens no próprio carro, circulando por Brasília. No dia da posse, ele garante que estará o mais próximo possível da Esplanada, para conseguir lucrar ainda mais.

Para saber mais

Previsão do tempo para 1º de janeiro

O céu deve permanecer de encoberto a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas em 1º de janeiro. A temperatura varia entre 18°C e 24°C e a umidade relativa do ar, de 95% a 60%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade