Publicidade

Correio Braziliense

Operação da PCDF mira integrantes de quadrilha que roubavam carros alugados

Eles usavam documentos falsos para fazer o aluguel dos carros, roubavam e vendiam a pessoas sem conhecimento do crime. Delegado suspeita ainda da participação de servidores públicos


postado em 04/01/2019 09:09 / atualizado em 04/01/2019 09:39

João Ataliba Neto, da 1ª DP (Asa Sul), detalha que ainda serão realizadas mais ações da operação(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
João Ataliba Neto, da 1ª DP (Asa Sul), detalha que ainda serão realizadas mais ações da operação (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
A Polícia Civil deflagrou na manhã desta sexta-feira (4/1) a segunda fase da Operação Kalu, que mirou suspeitos de uma organização criminosa que roubavam e revendiam carros alugados no Distrito Federal. 

Após uma mulher ter sido presa em dezembro com um veículo BMW, as investigações levantaram provas contra o marido dela, de 45 anos. Ele teve um mandado de prisão preventiva expedido, mas está foragido.

Segundo o delegado responsável pelo caso, João Ataliba Neto, da 1ª DP (Asa Sul), a apuração do caso é complexa e pode ter novas fases. As primeiras operações foram em abril de 2018, com a prisão de dois suspeitos. 

"Foi possível descobrir quem é um dos líderes da organização criminosa e responsável pela cooptação dos demais integrantes. Agora um terceiro inquérito será instaurado para dar mais suporte à investigação dessa organização criminosa, pois há suspeita da participação de servidores públicos com o grupo e lavagem de dinheiro", contou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade