Publicidade

Correio Braziliense

Temporal arranca bombas de combustível e derruba tenda em posto de saúde

Em um posto de gasolina em Taguatinga, bombas de combustível tombaram em razão dos ventos. Em Águas Claras houve queda de árvore. No SIG e em parte do Sudoeste a energia acabou


postado em 05/01/2019 12:17 / atualizado em 05/01/2019 14:39

Faixas inundam sobre viaduto do metrô em Águas Claras(foto: Reprodução/WhatsApp)
Faixas inundam sobre viaduto do metrô em Águas Claras (foto: Reprodução/WhatsApp)

Moradores de Taguatinga, Águas Claras e Vicente Pires registraram início de forte chuva no início da tarde deste sábado (5/1). A Defesa Civil registrou alerta de pancadas de chuva e rajadas de vento. E emitiu atenção para risco de queda de árvores.

Em Águas Claras uma árvore caiu na Avenida Araucárias. Faixas do viaduto sobre o metrô, ao lado do Batalhão da Polícia Militar, também ficaram alagadas.

Bombas do posto de combustível tombaram em razão dos ventos(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Bombas do posto de combustível tombaram em razão dos ventos (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Em um posto de combustível em Taguatinga, na avenida Samdu Norte, quatro bombas de combustível tombaram em razão da velocidade do vento. O posto está desativado e não houve vazamento de combustível. Mesmo assim, a Defesa Civil foi acionada ao local. Os bombeiros atuaram na ocorrência com 10 militares e duas viaturas.

Mais prejuízos

Ainda em Taguatinga, em razão da chuva e do vento forte, uma estrutura de tenda erguida na área externa da Unidade Básica de Saúde 2 para exercícios físicos de idosos foi arrancada. A estrutura estava fixada com cabos de aço e quatro travas, conforme determina a Defesa Civil, mas caiu e atingiu o telhado da estrutura que é de forro de gesso.

 

A estrutura atingiu o telhado da unidade de saúde(foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
A estrutura atingiu o telhado da unidade de saúde (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Com o impacto, entre três a cinco telhas cederam. Parte da Unidade de Saúde ficou alagada. Ainda não há informação se ela ficará fechada na segunda-feira. Na hora do acidente o posto estava se preparando para fechar as portas. Aos sábados a unidade funciona das 7h as 12h. Ninguém se feriu.

Segundo o supervisor da UBS, Arnaldo Paz, a Secretaria de Saúde será acionada e juntamente com a Defesa Civil vai decidir sobre o funcionamento da Unidade durante a semana.

Tenente-coronel da Defesa Civil, Sinfronio Lopes explicou que a energia foi cortada e equipes ainda vistoriam a área para descartar risco de desabamento. "O forro de gesso ameaça cair, porque foi umedecido com a água da chuva", explicou.

Queda de energia

No Setor de Indústrias Gráficas (SIG) e em parte do Sudoeste, a energia acabou. No Núcleo Bandeirante, trovões e raios anunciavam a chegada da chuva por volta de 12h10. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no entanto, não tinha volume registrado.

A assessoria de imprensa da Companhia Energética de Brasília (CEB) informou, por meio de nota, que a queda de luz aconteceu por problemas em dois circuitos do Sudoeste, e deixou 556 unidades sem energia elétrica na região do Sudoeste e SIG.

As equipes da CEB estão no local “percorrendo os circuitos para identificar o problema e restabelecer o fornecimento de energia para os consumidores”.

Clima

O tempo no fim de semana no Distrito Federal será de céu parcialmente nublado a nublado. Pode haver, ainda, pancadas de chuva no fim do dia. A previsão é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A temperatura mínima deve ser de 18ºC e a máxima pode chegar a 32ºC.
 
A umidade relativa do ar deve ficar entre 95% a 30%. A temperatura mínima registrada foi de 19ºC na madrugada no Plano Piloto e 18ºC no Gama. Segundo o meteorologista Manoel Rangel, para a semana o céu deve permanecer nublado, mas com sol aparente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade