Publicidade

Correio Braziliense

Homem é preso por dupla tentativa de feminicídio em Santa Maria

O suspeito não aceitava a relação da esposa com a família e, durante discussão, esfaqueou duas cunhadas. Em outro caso, homem não aceita término de relacionamento e dispara contra a casa da mulher


postado em 08/01/2019 15:16 / atualizado em 08/01/2019 15:43

(foto: Editoria de arte/CB/D.A Press)
(foto: Editoria de arte/CB/D.A Press)
Um homem de 37 anos foi preso, acusado de dupla tentativa de feminicídio contra as cunhadas. O suspeito discutia com a esposa, quando as irmãs dela tentaram defendê-la e foram esfaqueadas. O crime ocorreu na madrugada do dia 1º de janeiro, em Santa Maria. Também no mesmo dia e região administrativa, um segundo homem disparou diversas vezes contra a casa onde a ex-companheira estava, por não aceitar o término do relacionamento. Os dois acusados estão presos preventivamente. 

Agentes da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) são responsáveis pelas investigações. Na tentativa de duplo feminicídio, o suspeito de cometer o crime já tinha uma rixa com a família da mulher. No ano novo, o casal estava brigado. A mulher decidiu ir para a casa de uma das irmãs, sem que o homem soubesse. 

O suspeito descobriu que a mulher estava na residência e foi até o local. No portão, gritou pela esposa e proferiu ameaças, afirma o delegado-adjunto Alberto Rodrigues. "A mulher decidiu não aparecer, por medo. Só que ele conseguiu entrar e começou a ameaçá-la de morte. As irmãs tentaram intervir, para que ele não a agredisse, mas ele ficou ainda mais violento", conta. 

Uma das irmãs pegou uma faca, com o objetivo de defender a família. "O autor entrou em luta corporal com ela, tomou o objeto e a esfaqueou. A esposa e a segunda irmã tentaram detê-lo. Só que ele também golpeou diversas vezes a cunhada e, depois, fugiu", explica o delegado. 

As vítimas foram atingidas na cabeça, peito e mãos. O Corpo de Bombeiros socorreu as mulheres e as levaram para o Hospital Regional de Santa Maria. Uma recebeu alta e, a outra, segue internada. Ela não corre risco de morte. O suspeito acabou preso preventivamente em 4 de janeiro, enquanto andava em Santa Maria. 

Ameaças no réveillon

Um comerciante de 24 anos está preso preventivamente por ameaça contra a ex-companheira e a família dela, em Santa Maria. O primeiro caso ocorreu em 30 de dezembro e, o segundo, na manhã do dia 1º de janeiro. Na última ocasião, o suspeito passou de carro em frente a casa da família da vítima e disparou pelo menos quatro vezes, com o objetivo de intimidar quem estivesse no local. 

De acordo com o delegado-adjunto Alberto Rodrigues, o homem estava separado da companheira há cerca de uma semana. Ela havia saído de casa com o filho do casal, de 1 ano, após viver uma série de agressões. 

“Ele tem passagens pela Lei Maria da Penha, registradas pela vítima. A mulher decidiu dar um basta a esse relacionamento abusivo, mudando-se para a casa da família. Contudo, o comerciante não aceitou o término e a ameaçou de morte antes do ano novo”, relata Rodrigues. 
 
Com medo, a vítima registrou um boletim de ocorrência e recebeu medidas protetivas. Mas, após a comemoração do ano novo, ainda no início da manhã, o suspeito realizou uma nova ameaça, utilizando uma arma de fogo. 

Conforme apuração da 33ªDP, o acusado também tinha passagens por porte de arma de calibre permitido e restrito. “Com todos os elementos, representamos contra o homem durante o plantão da Justiça, pois ele é uma ameaça a vítima”, afirma o delegado Alberto. 

A Justiça expediu um mandado de prisão preventiva contra o comerciante e os agentes o cumpriram no dia 4. Ele foi encontrado na casa onde vivia com a ex-mulher, em Santa Maria. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade