Publicidade

Correio Braziliense

Morador da Asa Sul é encontrado morto em córrego de Valparaíso de Goiás

Felipe Cezar dos Reis Almeida, 28 anos, não tinha perfurações pelo corpo. Laudo preliminar da perícia indica que ele tem arranhões pelo pescoço e, possivelmente, foi assassinado em outro local


postado em 08/01/2019 16:52 / atualizado em 08/01/2019 18:56

O corpo foi encontrado em um córrego que passa abaixo de uma ponte de concreto, no bairro Pacaembú, em Valparaíso de Goiás(foto: Divulgação)
O corpo foi encontrado em um córrego que passa abaixo de uma ponte de concreto, no bairro Pacaembú, em Valparaíso de Goiás (foto: Divulgação)
O morador da Asa Sul Felipe Cezar dos Reis Almeida, 28 anos, foi encontrado morto no domingo (6/1), em um córrego que passa abaixo de uma ponte de concreto, perto do galpão da Igreja Batista, no bairro Pacaembú, em Valparaíso de Goiás. Agentes da cidade do Entorno encontraram o carro da vítima na segunda-feira (8/1), no Setor de Chácaras Anhanguera, no bairro Céu Azul. Inicialmente, o caso é tratado como homicídio. 

Conforme apuração preliminar da perícia, Felipe não tinha sinais de perfuração pelo corpo, apenas arranhões no pescoço. Ainda, o jovem pode ter sido morto em outro local e jogado no córrego. Um morador da região avistou o cadáver e acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. 
 
Felipe foi encontrado vestindo uma calça preta e camiseta branca. Ele estava com uma carteira preta de couro. No objeto tinha R$ 20, cartões de visitas variados, carteira de habilitação e documento de um Ford Fista vermelho.
 
O morador da Asa Sul Felipe César dos Reis Almeida, 28 anos, foi encontrado morto no domingo (foto: Arquivo pessoal)
O morador da Asa Sul Felipe César dos Reis Almeida, 28 anos, foi encontrado morto no domingo (foto: Arquivo pessoal)
 
 
Segundo o delegado Rafael Abrão, do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Valparaíso, o jovem estava na casa de uma amiga na noite de sábado (5/1). "Felipe estava em Taguatinga. Se despediu e disse que ia para casa, na Asa Sul. Ele não mandou mensagem avisando que havia chegado ou dado qualquer explicação para a família. Na manhã de domingo (6), achamos o corpo", explica. 
 
O carro de Felipe foi encontrado um dia depois e passará por perícia. O resultado final poderá mudar a linha de investigação. A equipe do GIH realizou apuração no local do fato para encontrar testemunhas. Entretanto, ninguém soube dizer o que teria acontecido.
 
Agentes encontraram o carro da vítima na segunda-feira (8/1), no Setor de Chácaras Anhanguera, no bairro Céu Azul(foto: Divulgação)
Agentes encontraram o carro da vítima na segunda-feira (8/1), no Setor de Chácaras Anhanguera, no bairro Céu Azul (foto: Divulgação)
 
 
Alguns moradores e comerciantes comentaram apenas que se trata de “uma área perigosa. A estrada que passa sobre a ponte de concreto é utilizada frequentemente por criminosos em fuga.” A região também é erma e, de acordo com os agentes, não tem sistema de monitoramento por câmeras. O suspeito de cometer o crime ainda não foi identificado. 
 
O corpo de Felipe foi velado na manhã desta terça-feira (8/1), no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade