Publicidade

Correio Braziliense

Mulher é presa com 6kg de maconha em ônibus no Recanto das Emas

Cães da polícia farejaram o entorpecente e levaram à mala que continha a droga. A mulher foi presa acusada de tráfico


postado em 10/01/2019 16:48 / atualizado em 10/01/2019 16:49

(foto: PMDF/Divulgação )
(foto: PMDF/Divulgação )
Uma mulher foi presa, na madrugada desta quinta-feira (10/1), após ser flagrada portando 6kg de maconha em um ônibus no Recanto das Emas. A identificação da droga contou com a ajuda de animais do Batalhão de Policiamento de Cães (BPCães), em operação de rotina que teve ainda a participação do Tático Operacional Rodoviário (TOR).

O flagrante ocorreu após os policiais pararem o ônibus e a cadela Charlote farejar a droga dentro da bagagem da mulher, que foi presa acusada de tráfico interestadual de drogas. 

A suspeita, de 18 anos, vinha de Trindade (GO), segunda a polícia, e não tinha antecedentes criminais. O objetivo, segundo a corporação, era despachar o entorpecente na Rodoviária Interestadual do Distrito Federal (DF). De acordo com o soldado Massaroth, do Batalhão de Policiamento Rodoviário, a jovem tinha apenas o contato de outro rapaz, com quem ia deixar a mercadoria.
 

Cães farejadores 

 
Os cães da polícia fazem parte do Departamento de Cães, para auxiliar no trabalho de busca e apreensão dos policiais. Em pontos de bloqueio, os agentes entram nos ônibus e pedem para as pessoas colocarem os pertences nas mãos e nos pés. Em seguida, os cães são lançados.

De acordo com o sargento Rocio, do Batalhão de Cães, os animais têm capacidade olfativa 40 vezes maior do que os seres humanos. “Do ano passado para cá, temos uma estimativa de três toneladas de drogas apreendidas. Todas as operações com a presença dos animais”, explica. 

Atualmente, o departamento trabalha com as raças pastor alemão, labrador e pastor belga malinois. Antes de irem para as ruas, os cachorros passam por um treinamento de cerca de um ano quando nascem naturalmente no departamento, e de aproximadamente cinco meses quando vêm de outro lugar. O trabalho é iniciado 15 dias após o nascimento dos cães.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade