Publicidade

Correio Braziliense

Ibaneis garante construção de três delegacias no Distrito Federal

Está prevista a reconstrução da 12ª DP (Taguatinga Centro) e a duas novas unidades no DF, uma no SIG e em Sobradinho 2


postado em 11/01/2019 20:15 / atualizado em 11/01/2019 20:19

Governador Ibaneis Rocha anuncia medidas do SOS Segurança, na Praça do Buriti(foto: Divulgação/GDF)
Governador Ibaneis Rocha anuncia medidas do SOS Segurança, na Praça do Buriti (foto: Divulgação/GDF)
 
Durante o lançamento do programa SOS Segurança, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, garantiu a reconstrução da delegacia de Taguatinga Centro (12ª), além de iniciar obras para unidades em Sobradinho 2, a 35ªDP, e uma unidade no Setor de Indústrias Gráficas (SIG).   
 
A ação faz parte do pacote de medidas do chefe do Executivo local para a área de Segurança Pública, e será colocado em prática após lançamento de edital. O projeto prevê a construção de uma nova unidade policial no SIG, que atenderá a população da Cidade Estrutural — atualmente atendida pela 8ª Delegacia de Polícia (SIA).
 
"Hoje, os moradores daquela área não têm uma delegacia própria para o registro de ocorrências. Para isso, precisam sair da cidade. Contudo, trata-se de uma população carente, que precisa de uma unidade própria", afirmou. 
 
O governador disse, ainda, que os agentes da 12ª DP, em Taguatinga, serão realocados para um prédio alugado na região, para a derrubada da estrutura atual. "Colocaremos o edifício no chão e construiremos um novo. A finalidade é proporcionar um espaço digno e de qualidade para os servidores e moradores", disse Ibaneis. 
 
Em Sobradinho 2, a 35ª DP funciona em uma área alugada. O objetivo é construir uma delegacia na região administrativa, uma vez que "o espaço não atende a população daquela área, que depende tanto da segurança pública. Os cidadãos precisam sentir que terão segurança e, para isso, precisam que a unidade seja acolhedora."

Convênio nas escolas

O programa também visa a integração de homens da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e do Corpo de Bombeiros (CBMDF) nas escolas públicas do DF. Quatro unidades funcionarão neste convênio, nas cidades de Ceilândia, Recanto das Emas, Sobradinho e Estrutural. A intenção é expandir o projeto para 40 redes de ensino até o fim deste ano. 
 
De acordo com o governador de Brasília, a ação é para trazer melhoria no ensino público da capital e diminuir a evasão dos estudantes. "Levaremos, novamente, a disciplina para as escolas e, desse modo, elevaremos os índices educacionais. É, também, através da educação que combateremos a criminalidade", destacou. 
 
Ibaneis esclareceu que conta com o apoio do Sindicato dos Professores, pois trata-se de um sistema de integração. "O modelo de ensino das escolas militares é um exemplo de qualidade", destacou o governador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade