Publicidade

Correio Braziliense

Polícia Militar é acionada em Águas Claras para apurar suspeita de bomba

Caixa de papelão com fios que acionariam um suposto explosivo foi encontrada dentro de uma mala, na rua Carnaúba. Objeto, contudo, era estufa de maconha


postado em 13/01/2019 14:52 / atualizado em 13/01/2019 15:02

Fiação acoplada à caixa simulava um artefato explosivo(foto: Reprodução/PMDF)
Fiação acoplada à caixa simulava um artefato explosivo (foto: Reprodução/PMDF)

 
Equipes da Polícia Militar do DF atenderam a uma ocorrência de suspeita de bomba na tarde deste domingo (13/1), em Águas Claras. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o Esquadrão Antibombas da PM se deslocaram até o endereço, na rua Carnaúba, Quadra 301, Alameda Gravatá, para investigar o artefato, e descobriram que, na verdade, o objeto se tratava de uma estufa, geralmente utilizada para plantio de maconha.

A Operação Petardo, específica para situações que envolvem a suspeita de bombas, foi acionada. Após quase 2 horas de análise, a Polícia Militar descartou a presença de explosivos. A mala que mobilizou o trabalho da corporação tinha no seu interior peças de roupa e uma caixa de papelão, que era a estufa. O objeto continha alguns fios que acionariam uma suposta bomba.

O Corpo de Bombeiros também trabalhou na ocorrência. Até o momento, o responsável pela mala ainda não foi localizado pela polícia. A corporação informou que o objeto será encaminhado para a 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga), onde passará por perícia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade