Publicidade

Correio Braziliense

VÍDEO: grupo de amigos é agredido durante briga em bar no Guará ll

A mulher levou um tapa na cara e teve uma fratura no maxilar. O rapaz, que tentou defendê-la, também ficou ferido; ninguém foi detido


postado em 14/01/2019 20:13 / atualizado em 14/01/2019 20:57

(foto: Reprodução/Internet)
(foto: Reprodução/Internet)
 
 
Três homens agrediram uma jovem no Lampião Gastrobar, no Guará II, na madrugada desta segunda-feira (14/1). A pancadaria começou quando um dos os suspeitos partiu para cima da vítima. A jovem, que não terá a identidade revelada por motivo de segurança, teve uma fratura no maxilar e está com o olho roxo. Um amigo dela, identificado como Hugo, 30 anos, também apanhou do trio, no momento em que tentou defende-la.  

Clientes do bar registraram o momento da briga. No vídeo é possível ver que a jovem é arrastada para dentro do estabelecimento pelos agressores, enquanto o amigo dela leva um tapa no rosto, desferido por outro integrante do grupo. Também é possível o segurança do local tentando tirar Hugo e Amanda para fora do bar.  
 
  
 
Ao Correio, Hugo conta que não sabe o que provocou o ataque. "Chegamos no bar e nos disseram que não havia mesas disponíveis, mas que podíamos comprar bebida e ficar em pé. Em seguida, fomos para a pista de dança e vi que minha amiga derrubou o copo dela em cima da mesa dos agressores, que estavam próximos. Nesse momento, eles partiram para cima dando um tapa no rosto dela", afirma.  

O jovem comenta que a situação chegou a ser contornada, mas que as agressões tornaram a acontecer do lado de fora do bar. "Minha amiga foi tirar foto do carro deles. Com isso, eles ficaram irritados e partiram para cima da gente novamente. Ninguém fez nada, nem as pessoas que estavam lá e nem os seguranças”, lamenta.  

Hugo conta, ainda, que o estabelecimento foi omisso ao não prestar socorro. "Não tínhamos intenção de brigar e começar uma confusão. Fui defender minha amiga e também fui agredido. O segurança nos conteve e ainda nos expulsou do bar. Ele disse simplesmente para a gente nos afastar. Pedi para que ligassem para polícia, e isso não aconteceu. Eu que liguei depois", diz.  

De acordo com a vítima, a polícia chegou após os agressores irem embora, e os feridos foram orientados a procurar uma delegacia. "Registrei a ocorrência na Asa Norte, próximo à minha casa. Minha amiga está muito machucada, mas vamos ao Instuto de Medicina Legal (IML)", frisa Hugo. A ocorrência está registrada na 4ª Delegacia de Polícia (Guará) como lesão corporal.  

O proprietário do Lampião Gastrobar, Rafael Leite, contesta a versão de Hugo. "A briga aconteceu nas intermediações do bar. Nosso expediente já estava encerrado e nosso segurança fez de tudo para apartar a briga. A gente acionou a polícia, que demorou a chegar", destaca. Rafael acrescenta, também, que tentou preservar ao máximo a integridade dos clientes. "A gente não foi omisso de forma alguma. Até o segurança do outro bar veio ajudar", defende-se.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade