Publicidade

Correio Braziliense

GDF criará delegacia especializada no combate às invasões de terras

A nova unidade de segurança funcionará no Departamento de Polícia Especializada (DPE) da Polícia Civil, mas ainda não tem data para começar a funcionar


postado em 20/01/2019 16:19 / atualizado em 20/01/2019 22:13

O governador sobrevoou a capital na manhã deste domingo (20/01) com representantes das secretarias de Segurança Pública, Casa Civil, Projetos Estratégicos e Agefis(foto: Renato Alves/GDF)
O governador sobrevoou a capital na manhã deste domingo (20/01) com representantes das secretarias de Segurança Pública, Casa Civil, Projetos Estratégicos e Agefis (foto: Renato Alves/GDF)
O governo do Distrito Federal criará uma delegacia especializada no combate às invasões de terras públicas. A declaração foi feita na manhã deste domingo (20/01), pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Ele sobrevoou a capital e identificou algumas áreas consideradas foco de grileiros, como o Varjão, Planaltina, São Sebastião, Riacho Fundo, Samambaia, Taguatinga e Estrutural.

A delegacia funcionará dentro do Departamento de Polícia Especializada (DPE) da Polícia Civil do DF. No entanto, a inauguração ainda não tem data definida. "Essa parte vai depender de uma conversa com o diretor-geral da Polícia Civil. Nos reuniremos essa semana para tratar do assunto", afirmou o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres.
 
Algumas áreas são consideradas foco de grileiros, como Varjão, Planaltina, São Sebastião, Riacho Fundo, Samambaia, Taguatinga e Estrutural(foto: Renato Alves/GDF)
Algumas áreas são consideradas foco de grileiros, como Varjão, Planaltina, São Sebastião, Riacho Fundo, Samambaia, Taguatinga e Estrutural (foto: Renato Alves/GDF)
 

Além dele, estiveram com o governador, os secretários da Casa Civil Eumar Novack, de Projetos Estratégicos Everardo Gueiros e o presidente da Agência de Fiscalização (Agefis), Georgeano Trigueiro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade